Só 10% das cidades atendidas

Foram acatados apenas 193 dos 1.920 pedidos de profissionais feitos por cidades de MG

iG Minas Gerais | Luciene Câmara |

DANIEL SCELZA
Continuidade. Ministro da saúde afirmou que governo vai continuar trazendo profissionais para ação
Nesta semana, 2.167 profissionais com diploma estrangeiro começam a atuar no Brasil pela segunda etapa do Mais Médicos. Em Minas, cem novos intercambistas vão atuar em 35 cidades. Dos 1.920 médicos solicitados nas duas etapas de seleção do programa, somente 193 foram destinados – número suficiente apenas para cobrir 10% do déficit apresentado pelos municípios. Ainda faltam 1.727 profissionais para atender a necessidade das Unidades Básicas de Saúde (UBSs).   Para tentar sanar o déficit, o Ministério da Saúde anunciou ontem a vinda de mais 3.000 cubanos para o Brasil. A pasta ainda não informou quantos virão para Minas. Com mais essa leva, já serão 5.400 cubanos no Mais Médicos. “Enquanto houver brasileiros sem médico, vamos continuar trazendo profissionais para atuar no programa”, informou ontem o ministro Alexandre Padilha. Porteirinha, no Norte do Estado, é uma das cidades mineiras cadastradas no programa que ainda não foram contempladas. A prefeitura pediu um médico ainda na primeira fase de inscrição, aberta em julho. “Até agora nada, mas a necessidade é grande”, afirmou Jaime Paulo de Almeida, secretário municipal de Saúde. Segundo ele, uma UBS inaugurada na cidade recentemente ainda não possui médico fixo, porque muitos profissionais não se firmam no emprego. Déficit . A demanda maior foi apresentada na primeira fase do programa, quando 495 municípios mineiros se inscreveram e pediram 1.806 profissionais. O resultado foram apenas 84 médicos destinados para Minas (41 brasileiros e 43 estrangeiros – 25 cubanos). Na segunda fase, outras 52 cidades pediram 114 profissionais. Foram enviados 109 (9 brasileiros e cem estrangeiros – 97 cubanos), mas 104 foram escalados para cobrir o déficit da primeira fase. Apenas Santa Luzia, inscrita na última seleção, obteve cinco profissionais. - Veja a lista de municípios mineiros que receberão médicos do programa clicando no link:   http://portalsaude.saude.gov.br/portalsaude/arquivos/pdf/2013/Set/06/mg_060913.pdf   Capacitação Chegada .  Dos 3.000 cubanos que virão para o Brasil, 200 desembarcaram ontem em Brasília. Até o próximo domingo, chegarão, ao todo, 2.600. Outros 400 desembarcam na próxima semana, de acordo com o Ministério da Saúde. Curso.  Eles passarão pelo módulo de avaliação do programa em quatro capitais. Belo Horizonte vai receber 192 cubanos para a capacitação. Outros 1.872 vão para Brasília, 300, para São Paulo (SP), 236 para Fortaleza (CE) e 400 para Guarapari (ES). Revalida.  Dos selecionados na primeira e segunda fases do programa, 66 foram reprovados neste ano no Revalida. O exame federal – que não é pré-requisito para participação no programa – legitima o diploma de medicina obtido no exterior. Expectativa 2014. O Ministério da Saúde informou que, até março de 2014, pretende cobrir o déficit de 13 mil médicos no Brasil. Em dezembro, deve ser aberta a terceira fase de seleção do programa.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave