Senador não admite tese de desistência

iG Minas Gerais | Carla Kreefft |

O senador Clésio Andrade, que foi tratado, ontem, pelos peemedebistas como pré-candidato do partido ao governo de Minas, descartou completamente a possibilidade de retirada de sua pré-candidatura em função da formação de uma aliança com o PT. Ele ainda disse que teria prazer em ceder a vaga de vice para os seus aliados nacionais.   “A candidatura tem que ocorrer. O partido está preparado para isso. Minas foi vítima da polarização”, destacou o senador em discurso. A possibilidade de duas candidaturas aliadas à Dilma em Minas também foi destacada pelo presidente nacional da sigla, senador Valdir Raupp. Já o ex-governador Roberto Requião, que fez uma das mais entusiasmadas defesas da candidatura própria em Minas, avalia que o PMDB também deverá ter um nome para a disputa Presidência. Ele criticou o governo Dilma. “A nossa aliança não serve ao PMDB. Queremos aliança com o setor produtivo”, disse. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave