Herbert e Ordália vão retomar romance

Casal no passado, enfermeira e diretor do hospital vão se envolver às escuras

iG Minas Gerais |

Globo
Preocupação de Ordália é com a filha Gina, ex de Herbert
São Paulo. A enfermeira Ordália (Eliane Giardini) está prestes a trair a própria filha, Gina (Carolina Kasting), na novela “Amor à Vida” (Globo). Ela vai se envolver secretamente com Herbert (José Wilker), após o fim do romance do diretor com a jovem. “Creio que Herbert tenha amado Ordália no passado, e talvez essa história ainda não tenha chegado ao fim. Seria algo diferente uma mãe fazer isso”, conta Wilker. O envolvimento dos dois começa ainda no hospital. Em uma conversa pelos corredores, o diretor indaga a enfermeira sobre os sentimentos dela por ele. Visivelmente mexida com essa paixão que ainda não acabou, Ordália diz que não o esqueceu e aceita se encontrar com ele em seu flat. No dia seguinte, a mulher, ainda separada de Denizard (Fúlvio Stefanini), beija Herbert nesse encontro. “O que posso adiantar é que Denizard fica cada vez mais chateado com essa separação. Ele a ama muito, mas também tem o seu orgulho”, comenta Stefanini, referindo-se à dor que seu personagem carrega por ter descoberto a traição. A partir do beijo, Ordália e Herbert iniciam um romance às escondidas. Ela pensa que, assim, pode afastá-lo da filha. “Vejo a história igual ao telespectador, com muita ansiedade. Espero boas tramas”, diz Wilker. Convertida. Após o choque de romper com o diretor do hospital San Magno, Herbert, Gina, incentivada pelo pastor Efigênio (Gláucio Gomes), vai começar a frequentar cultos evangélicos e se converte, nos próximos capítulos de “Amor à Vida”. Segundo Carolina Kasting, a aproximação de sua personagem com a igreja se dá de forma natural. “O contato da Gina com a religião evangélica será feito de um modo muito delicado, sem pressa. Após tudo isso, ela encontra conforto na palavra de Deus”, revela.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave