Capital volta a ter voos diários para Juiz de Fora

Passageiros voltam a ir à Zona da Mata sem escala por SP

iG Minas Gerais | Pedro Grossi |

Azul/divulgacao
Brasileiro. Trajeto será realizado pelo ATR-600, da Embraer
Após quase seis meses, Belo Horizonte voltará a ter voos diretos para Juiz de Fora, principal cidade da Zona da Mata mineira. Ontem, a Azul Linhas Aéreas, companhia que já operou no trecho, reinaugurou voos diários ligando as duas cidades.A partir de agora, serão 20 voos semanais entre as duas cidades. Dez saindo de Belo Horizonte e outros dez saindo de Juiz de Fora. No dia da reinauguração do trecho, a taxa de ocupação foi superior a 80%. As viagens serão feitas pelo modelo ATR-600, fabricados pela brasileira Embraer, e que possuem capacidade para transportar 68 passageiros. A rota havia sido interrompida em maio deste ano, quando a Azul, em comunicado, informou que deixaria de operar no aeroporto regional da Zona da Mata, próximo ao município de Goianá, onde atuava desde 2011, para concentrar sua ações no aeroporto da Serrinha, próximo à área urbana de Juiz de Fora.Com a mudança, a Azul cancelou os voos diretos que realizava entre os aeroportos de Goianá e da Pampulha, na capital, e passou a ofertar apenas a ligação com Campinas, no interior paulista. À época, a empresa disse que a medida havia sido motivada “por um processo de otimização de sua malha aérea”, que considerou a proximidade entre os aeroportos da Serrinha (em Juiz de Fora) e Viracopos (em Campinas). Desde então, moradores da Zona da Mata precisavam fazer conexão em Campinas para vir a Belo Horizonte.Em setembro, a Azul pediu autorização para criar a rota entre Confins e Juiz de Fora, que passou a funcionar ontem. Os preços das passagens variam entre R$ 129 e R$ 839.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave