BH vai receber R$ 8,53 mi para centro de turistas

Objetivo é melhorar atendimento a estrangeiros

iG Minas Gerais | Da Redação |

ANGELO PETTINATI / O TEMPO
Estrangeiros. Foram 25 mil na Copa da Confederações e devem ser 600 mil na Copa do Mundo
Um a cada dois turistas estrangeiros que visitaram o Brasil durante a Copa das Confederações classificou o atendimento em idioma estrangeiro como ruim. É o que revela uma pesquisa do Ministério do Turismo (MTur), que ouviu 1.338 turistas estrangeiros em aeroportos brasileiros. Para melhorar a situação, a pasta vai investir R$ 37 milhões na reforma e construção de Centros de Atendimento ao Turista (CATs) e 23% desses recursos virão para Belo Horizonte, que receberá R$ 8,53 milhões. O dinheiro será aplicado em 105 centros em Estados que sediarão a Copa do Mundo. Atualmente o país tem 96 unidades de atendimento ao turista. A ação é uma parceria com Estados e municípios, que investem mais R$ 3,3 milhões. Das nove sedes que receberão investimentos, Belo Horizonte terá o segundo maior montante, atrás somente de Porto Alegre, que receberá R$ 10,7 milhões. O investimento cobre reformas de CATs antigos, construção de novas unidades fixas e investimentos em unidades móveis, como vans e patinetes elétricos, que irão circular pelos principais centros de concentração de turistas. Em São Paulo, por exemplo, dois Segways vão circular nos entornos do Arena Corinthians para atender aos turistas. A experiência de atender o público à bordo de patinetes elétrico é inédita no país. “É uma forma de obter resultados sem ter de criar unidades fixas que ficariam ociosas após o evento”, afirma o secretário de Programas de Desenvolvimento do Turismo, Fabio Mota. Os CATs, fixos ou móveis, tem por objetivo atender profissionais que falam até oito idiomas, informam sobre pontos turísticos da região e oferecem material impresso, como mapas. “Eles ajudam a receber bem o turista, que se sente acolhido e sai com uma boa impressão do local”, diz Mota. Segundo o Ministério do Esporte, são esperados 600 mil turistas estrangeiros para a Copa do Mundo, bem acima dos 25 mil que estiveram no país para a Copa das Confederações. O MTur afirma que eles também aproveitaram para conhecer outros destinos, além das capitais que sediaram o evento. No total, estiveram em 132 cidades, como Foz do Iguaçu (PR), Florianópolis (SC) e Búzios (RJ). Sedes Distribuição. Depois de Porto Alegre (R$ 10,7 milhões) e Belo Horizonte (R$ 8,53 milhões), Manaus será a terceira em recursos para centro de atendimento ao turista (R$ 6,44 milhões).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave