Autodeclaração vai levantar polêmica

iG Minas Gerais | Tâmara Teixeira |

Arquivo pessoal
O cientista político Moisés Augusto espera polêmica com a cota
A aprovação pelo Congresso do projeto que prevê cotas para parlamentares negros não acabará com a polêmica do projeto, que deve se estender com os critérios de acesso às vagas, como a autodeclaração.   O cientista político Paulo Roberto Figueira Leal avalia que o critério da autoavaliação exige responsabilidade dos agentes públicos. “Não há como se fazer um teste genético. Será preciso responsabilidade. Certamente será uma polêmica, menor, acredito, do que a cota em si”, avalia. Para o cientista político e professor da PUC Minas Moisés Augusto Gonçalves, pode-se esperar uma reedição da polêmica que se viu durante a adoção de cotas em universidades. “Podemos esperar muitos debates. As políticas afirmativas são positivas quando acompanhadas de políticas globais. Uma das intenções é chamar a atenção para a exclusão dos afrodescendentes”. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave