Presidente do Flu garante permanência de Luxemburgo

Mesmo com campanha desastrosa e risco de rebaixamento, técnico é bancado pela diretoria e afirma que não pedirá demissão

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Flickr/Fluminense
Luxemburgo não poupou palavras de baixo escalão com a arbitragem
O presidente do Fluminense, Peter Siemsen, garantiu a permanência do técnico Vanderlei Luxemburgo no comando do time, mesmo após a derrota por 1 a 0 para o rival Flamengo no clássico deste domingo, no Maracanã, pela 32ª rodada do Brasileirão. "A equipe mostrou grande evolução e não faria sentido uma mudança nesse momento", afirmou o presidente do clube, após o clássico que deixou o Fluminense em situação dramática no Brasileirão - está em 16º lugar, com apenas 36 pontos somados. Pouco antes da declaração de Peter Siemsen, Luxemburgo revelou que não tinha conversado com nenhum dirigente do clube logo após a derrota para o Flamengo e garantiu que continuará trabalhando normalmente no Fluminense, sem entregar o cargo. "É ruim, mas tem que levantar a cabeça e continuar tentando. Da minha parte, não vou tomar essa atitude (de pedir demissão)", declarou o treinador. Em seguida, ele reiterou que sua posição é firme. "Nada desanima, estou no futebol há muitos anos. Não vou arriar, não vou me entregar nunca", completou Luxemburgo. "Agora o Fluminense precisa muito mais ainda do nosso trabalho."

Leia tudo sobre: fluminenserebaixamentocampeonatobrasileiroluxemburgotecnico