Ministério da Saúde abrirá terceiro edital do Mais Médicos em dezembro

Com os 2,1 mil médicos que chegaram aos municípios na semana passada, o programa conta a partir de hoje com 3,6 mil profissionais atendendo no Sistema Único de Saúde

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Elza Fiúza/ABr
Segunda etapa. Padilha anunciou ontem balanço do programa
O Ministério da Saúde vai aproveitar a chegada de novos médicos ao mercado de trabalho em dezembro para lançar o terceiro edital do Programa Mais Médicos. A informação foi confirmada hoje (4) pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, que participou do 1º Fórum Nova Favela Brasileira. "Em dezembro, vamos abrir um novo edital de chamada. É um mês em que se formam muitos médicos no Brasil", disse o ministro, que trabalha com a meta de elevar para 13 mil o número de médicos atuando no programa em cinco meses. "Com isso, vamos atender à demanda apresentada pelos municípios. Todos serão cobertos pelo ministério até março do ano que vem". Com os 2,1 mil médicos que chegaram aos municípios na semana passada, o programa conta a partir de hoje com 3,6 mil profissionais atendendo no Sistema Único de Saúde. Esta segunda-feira foi o primeiro dia de desembarque de 3,6 mil médicos de Cuba. Eles passarão três semanas de avaliação para começarem a atuar em dezembro. O ministro voltou a argumentar que não há problema em haver médicos no programa reprovados no Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos (Revalida): "Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. O Revalida é um exame para o médico fazer cirurgia, UTI e trabalhar em todas as áreas. O Mais Médicos é para a atenção básica de saúde, nas unidades básicas. O programa tem médicos que atuavam nos países de origem e têm registro profissional. Aqui, eles passam por uma avaliação das mesmas universidades que formam os médicos brasileiros".  

Leia tudo sobre: Mais MédicossaúdeAlexandre PadilhaeditalBrasil