Arrocho promete levar gestores às ruas

iG Minas Gerais |

MAIRA VIEIRA / OTEMPO 10/10/2010
Prefeitura de Santa Luzia chegou a fechar as portas no início do ano
No mês que vem, prefeitos de municípios mineiros voltam a protestar contra o aperto nas contas devido, principalmente, às dívidas com a União e à queda nos repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O recurso é a principal fonte de renda para pelo menos 600 dos 853 municípios de Minas. A manifestação, que já está sendo chamada de “Dia do Basta”, pode chegar, inclusive, a levar alguns prefeitos a baixarem as portas das sedes dos Executivos no interior do Estado. A ameaça foi feita em setembro, quando prefeituras do Norte de Minas se mobilizaram para pedir parcelamento das dívidas coma União. Em janeiro deste ano, no entanto, alegando “susto” com o caixa municipal, prefeitos de municípios como Francisco Sá e Manga, no Norte do Estado, Santa Luzia, na região metropolitana, e Berilo, no Vale do Jequitinhonha, chegaram a paralisar serviços municipais e fecharam as portas por alguns dias para ajustar o caixa. (LP)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave