Jovem atleta de basquete de Franca morre afogado em Limeira

Leonardo Antônio Fernandes Mariano tinha 14 anos, 1,98m e era irmão de pivô do time profissional de Franca

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

LUCAS DINIZ - ASSESSORIA VIVO-FRANCA
Leonardo (à esquerda) tinha o irmão mais velho, ao centro, como espelho
Um dos mais jovens talentos do basquete brasileiro morreu na noite do último sábado. Com 14 anos e 1,94m, Leonardo Antônio Fernandes Mariano, irmão do pivô Lucas Mariano, jogador do Vivo-Franca, faleceu depois de se afogar em piscina de hotel da cidade de Limeira, onde seu time, a Aspa (Associação de Pais e Amigos do Franca Basquete), iria disputar um campeonato. Seguranças do hotel encontraram o corpo por volta das 20h. O jovem foi levado em estado grave para a UTI da Santa Casa de Limeira. Por volta das 6h, o hospital anunciou o falecimento. Leonardo seria convocado para a seleção sub-15 e tinha um futuro promissor no basquete, pela altura e qualidade. A família do jogador está em Limeira e aguarda a liberação do corpo para definir o horário do velório, que será realizado no São Vicente de Paulo, em Franca. O sepultamento acontecerá nesta segunda-feira, às 16h, no cemitério Santo Agostinho. Leonardo usava o número 17, o mesmo do irmão, que foi liberado do jogo desta segunda contra São José dos Campos, pelas quartas-de-final do Paulista. A série está empatada em dois a dois. Todos os jogadores do time francano entrarão em quadra vestindo a camisa 17, em homenagem ao jogador. Leia nota do Franca Basquete sobre o ocorrido “É com grande pesar que comunicamos o falecimento do jovem Leonardo Antônio Fernandes Mariano, irmão do atleta do VIVO/Franca Lucas Mariano, ocorrido na manhã deste domingo, 03 de novembro. O Franca Basquetebol Clube está de luto pela perda de um dos talentos das categorias de base do basquete francano e irmão de um de nossos mais estimados jogadores. Na oportunidade, prestamos nossas condolências e solidariedade aos familiares.”

Leia tudo sobre: lutobasquetemorte jogador 14 anos198mirmão pivô vivo francahomenagemcamisa 17