Cruzeiro vence Santos, quebra tabu e fica a um passo do tricampeonato

Um dos destaques da Raposa, o meia Éverton Ribeiro fez o golaço que garantiu a vitória celeste na Vila Belmiro

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

ESTADÃO CONTEÚDO
SP - BRASILEIRÃO/SANTOS X CRUZEIRO - ESPORTES - Éverton Ribeiro, do Cruzeiro, comemora após marcar gol na partida contra o Santos, válida pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, realizada na Vila Belmiro, em Santos (SP), neste domingo. 03/11/2013 - Foto: DANIEL TEIXEIRA/ESTADÃO CONTEÚDO su0401
O cheiro de tri, que já estava no ar, agora toma conta do Campeonato Brasileiro 2013. Somente um milagre – ou uma tragédia –, tira do Cruzeiro a terceira conquista do maior torneio do país. O time celeste entrou em campo neste domingo, contra Santos, na Vila Belmiro, podendo ficar a apenas uma vitória da maior conquista na temporada. Do outro lado, o Alvinegro Praiano também tinha suas ambições. Afinal, ainda restava a possibilidade de chegar ao G-4 e se garantir na Taça Libertadores do ano que vem. A vitória por 1 a 0, porém, colocou o time estrelado em um patamar ainda mais próximo da sonhada taça.  Mesmo fora de casa, o Cruzeiro tomou as rédeas da partida, que começou truncada no meio-campo. Aos poucos, o time mineiro se soltou. Depois de Nilton perder duas oportunidades, a segunda delas dentro da pequena área, Ricardo Goulart foi quem mais se aproximou da abertura do placar. Aos 29min, ele fez bela tabela com Borges e o certo, tirando de Aranha. A bola saiu por centímetros. O Santos não conseguia criar e tinha suas peças ofensivas neutralizadas pela defesa cruzeirense. Fábio assistia ao jogo, sem ser incomodado. O capitão só foi trabalhar aos 39min, quando Ceará desviou cobrança de falta, de cabeça. Atento, Fábio colocou para fora. Sem aproveitar as poucas chances criadas e vendo o oponente oferecer quase nenhum perigo, o primeiro tempo terminou em branco, mas com boas perspectivas. “Nos comportamos bem. Temos jogadores rápidos e podemos melhorar na etapa final”, projetou o atacante Dagoberto na saída para o vestiário. No segundo tempo, não demorou para a superioridade do Cruzeiro se transformar em gol. E veio com o melhor jogador do time no campeonato, o meia Éverton Ribeiro, com mais um tento de placa. Depois de receber na direita e deixar o zagueiro Gustavo Henrique sem rumo, o meia entrou na área e esperou o momento certo para arrematar no canto esquerdo de Aranha. Aos 26min, o mesmo Éverton Ribeiro desperdiçou excelente oportunidade após passe de Júlio Baptista. Era a hora de sacramentar o resultado e deixar seu nome marcado na história do confronto. Elber também perdeu ótima chance, debaixo do gol. Antes do apito final, Fábio deu mais uma das suas em uma bela defesa após chute de fora da área. As falhas não comprometeram o resultado final e, agora, é questão de dias para que o Brasil se renda ao time azul das Minas Gerais. 

Leia tudo sobre: cruzeiroraposaserie avitoriasantosbrasileirorumotricampeonato brasileiro