Criciúma e Ponte empatam e seguem entre os piores

O jogo foi até a metade do primeiro tempo com as duas equipes procurando oportunidades, que pararam nas mãos dos goleiros Galatto e Roberto

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Mais uma vez o Criciúma não conseguiu se impor diante da própria torcida e deixou de ganhar pontos importantes para sair do rebaixamento. No jogo deste domingo contra a Ponte Preta, uma vitória valeria mais, já que o time de Campinas também está afundado entre as quatro últimas posições. O time catarinense abriu o placar no primeiro tempo, mas depois de voltar do vestiário cedeu o empate em 1 a 1, pela 32.ª rodada do Brasileirão. O jogo foi até a metade do primeiro tempo com as duas equipes procurando oportunidades, que pararam nas mãos dos goleiros Galatto e Roberto. A partir dos 23 minutos, o Criciúma começou a ditar o ritmo do jogo, principalmente com ataques de Lins. Até que aos 33 minutos, o próprio atacante chutou em gol, obrigando o goleiro da Ponte Preta a espalmar.. Mas o rebote caiu nos pés de Ricardinho, que não desperdiçou o rebote e abriu o placar. Discurso constante do time catarinense nas últimas rodadas, o Criciúma voltou a reclamar da arbitragem. No primeiro tempo, o árbitro não assinalou o que seria um pênalti claro: aos 42 minutos, Marlon entrou na área e foi derrubado por uma chegada dura de Sacoman. Depois do vestiário, os times voltaram sem alterações. Aos 7 minutos da segunda etapa, o técnico Jorginho percebeu que seu esquema tático não surtia efeito e retirou o volante Fellipe Barros para a entrada do atacante Adaílton. Dois minutos depois, uma falta no meio do campo cobrada rapidamente por Adrianinho originou um contra-ataque fulminante que terminou com gol de Leonardo. O final da partida foi marcado por constantes tentativas do Criciúma, que recuperou o fôlego mas não a precisão. Lins e Wellington Paulista realizaram, em dois minutos, três chutes na trave. Acabou que o resultado não satisfez nenhum dos times: o Criciúma manteve-se na penúltima posição e a Ponte Preta deixou o Vasco tomar seu lugar mais próximo à superfície, onde dá pra respirar melhor: a 17ª posição. FICHA TÉCNICA CRICIÚMA 1 x 1 PONTE PRETA LOCAL - Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma (SC). RENDA - R$ 105.405,00. PÚBLICO - 9.757 pagantes. ÁRBITRO - Ricardo Marques Ribeiro(Fifa/MG) CARTÕES AMARELOS - João Vítor, Marlon e Fabio Ferreira (Criciúma), Baraka, Fernando Bob e Roberto (Ponte Preta). GOLS - Ricardinho, aos 33 minutos do primeiro tempo; Leonardo, aos 9 minutos do segundo tempo. CRICIÚMA - Galatto; Ezequiel, Matheus Ferraz, Fábio Ferreira e Marlon; Ewerton Páscoa (Marcel), João Vitor, Ricardinho e Ivo (André Gava); Lins e Wellington Paulista (Fabinho). Técnico - Argel Fucks. PONTE PRETA - Roberto; Régis, César, Diego Sacoman e Uendel; Baraka, Alef, Fellipe Bastos (Adaílton) e Adrianinho (Chiquinho); Rildo e Leonardo. Técnico - Jorginho.

Leia tudo sobre: criciumaponte pretaserie abrasileiro