Para antecipar a conquista, Raposa tem que superar tabu

Problema é que a última vitória dos mineiros na Vila Belmiro foi na temporada de 2009

iG Minas Gerais | Bruno Trindade |

Washington Alves
Seriedade. Jogadores do Cruzeiro se empenham durante treino na Toca da Raposa
Depois da vitória contra o Criciúma, o Cruzeiro vai em busca de mais um passo rumo à conquista do título do Campeonato Brasileiro. Se vencer o Santos hoje, às 17h, na Vila Belmiro, pela 32ª rodada da competição, e dependendo dos resultados de Botafogo e Grêmio, concorrentes diretos na busca pelo caneco, a Raposa pode ficar a uma vitória de seu terceiro título do Brasileirão. E a “decisão” antecipada será justamente contra o tricolor gaúcho, no Mineirão, na próxima rodada. Mas, para que essa situação de título em casa, com o apoio da China Azul, aconteça já na 33ª rodada, os cruzeirenses precisam derrubar um tabu que já dura desde 2009. Há quatro anos, a agremiação estrelada vencia os paulistas pela última vez na casa do adversário por 2 a 1, pela última rodada do Brasileirão, garantido o clube na Libertadores do ano seguinte. Depois disso, foram três jogos na Vila, com três derrotas celestes. O atacante Borges disse que, mesmo com o processo de reformulação pelo qual passa o Peixe, a Raposa precisa ter cuidado para não ser surpreendida. “O Santos é uma equipe que passa por processo de renovação. Tem jogadores da base de qualidade, que se juntaram aos jogadores que já estavam no clube e que conquistaram títulos. Algumas pessoas até imaginavam que o Santos ia brigar para não cair pelos jogadores que saíram. Mas o Santos está bem, e nós não podemos vacilar porque será um jogo muito difícil”, declarou. Como atuou por uma temporada na equipe alvinegra, entre 2011 e 2102, o centroavante celeste conhece bem as medidas do campo e os pontos fortes do adversário de hoje. Ele quer o Cruzeiro muito atento em campo para que o líder possa buscar os três pontos. “O campo não é muito grande, quando jogava lá parecia que a gente conhecia os atalhos da Vila. Temos que ter muita atenção com o Montillo, com o Cícero e com o Arouca, que sai muito para o ataque. Tem também o Alisson, garoto da base que vem fazendo um bom campeonato”, ressaltou o atacante, que propõe uma marcação forte. “Temos que ter cuidado e não dar espaços para o meio-campo do Santos, porque eles armam muitas jogadas e finalizam bem de fora da área”, concluiu.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave