Grandes espaços passam no teste

iG Minas Gerais |

Apesar dos altos custos, os dois principais novos espaços para shows em Belo Horizonte – o Mineirão e o Independência – foram aprovados pelos realizadores. “São locais excelentes e nos dão condição de brigar para trazer qualquer artista”, explica o produtor Aluizer Malab. Em outubro, foi testada também um novo espaço para shows dentro do Mineirão. A esplanada do estádio recebeu mais de 20 mil pessoas para o show do Black Sabath, com grande estrutura de palco e som. O problema foi no abastecimento de cerveja dos bares, “que era de responsabilidade da produção”, explicou em nota a Minas Arena, empresa que administra o estádio. Particular. Responsável por 35% do faturamento da On Projeções, Belo Horizonte movimenta o mercado também em grandes shows particulares. “É um mercado muito importante para nós”, diz Carlos Murta, um dos sócios da empresa. Ele diz que festas de 15 anos, formaturas e casamentos da elite belo-horizontina demandam estrutura equivalente à de grandes espetáculos musicais. Os salões, devidamente equipados para esses eventos, também são comparáveis a grandes casas de shows. “Na verdade, em alguns casos a estrutura é até melhor, com equipamentos mais novos”, diz Murta. (PG)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave