Trecho da avenida Silviano Brandão ganhará mão-inglesa

BHTrans afirma que mudanças são necessárias para funcionamento do Move

iG Minas Gerais | Larissa Arantes |

PEDRO GONTIJO / O TEMPO
Intervenção. Para mão-inglesa, semáforo no sentido contrário já foi instalado na Silviano Brandão
Belo Horizonte vai ganhar seu terceiro ponto com mão-inglesa – quando os motoristas trafegam pelo sentido contrário da via –, no encontro das avenidas Silviano Brandão com Cristiano Machado, no bairro da Graça, na região Nordeste da capital. De acordo com a Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans), a instalação da mão inversa é necessária para garantir o funcionamento do Move (nome dado ao BRT, veículo rápido por ônibus) da avenida Cristiano Machado, além de melhorar a circulação de carros na região. Além da mão-inglesa, os motoristas que passam pelo local terão que se adaptar a uma nova mudança. A conversão na Silviano Brandão para quem segue pela Cristiano Machado, sentido bairro/centro, ficará proibida. O motivo também é o Move. Não existe prazo para que as alterações sejam implantadas, mas elas começam a valer antes da inauguração do Move (ver datas ao lado).A BHTrans afirmou não poder dar detalhes do projeto, pois o planejamento ainda está sendo apresentado para a comunidade e lojistas da região – famosa por ser um polo moveleiro na cidade. No entanto, na avenida Silviano Brandão, no cruzamento com a rua Capuraque, já foi instalado um semáforo na “contramão” do sentido que segue para o estádio Independência, no bairro Horto, na região Leste da cidade.O canteiro central da avenida, que antes era contínuo neste ponto, passou por obras e agora possui um ponto de acesso ao outro lado da via. Semáforos para pedestres também foram instalados nas duas mãos, além de uma nova faixa de pedestres.De acordo com o órgão de trânsito, o primeiro impacto da mão invertida será a redução dos tempos dos semáforos que hoje existem no ponto de encontro das avenidas Silviano Brandão e Cristiano Machado. Ao contrário do que acontece atualmente, os sinais abrirão, após as intervenções, de maneira simultânea.Dúvidas. Além dos motoristas, os mais afetados pela nova medida serão os lojistas da Silviano Brandão. Eles estão apreensivos com as obras e reclamam que ainda não têm conhecimento de todo o projeto. “Ninguém falou nada para a gente e as obras já estão ocorrendo. Estamos sem saber como vai ficar a circulação por aqui e se isso vai afetar o comércio”, disse um comerciante, que pediu anonimato.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave