Real sofre dois de pênalti em 2 minutos, mas vence Rayo

Penalidades quase comprometeram o resultado, mas merengues continuam na terceira colocação do espanhol

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

O Rayo Vallecano não pode reclamar da arbitragem na derrota para o Real Madrid, por 3 a 2, neste sábado, em Madri, no Estádio de Vallecas. O time da casa saiu perdendo por 3 a 0 e conseguiu encostar no placar com dois gols de pênalti, marcados numa distância de dois minutos entre eles, aos 18 e aos 20 minutos do segundo tempo. Do outro lado, porém, estava Cristiano Ronaldo, que fez mais dois gols. Quando o placar ainda estava 1 a 0, o Rayo teve um gol bem anulado pelo árbitro Álvarez Izquierdo. No lance, Lass cruzou e encontrou Falqué e Viera livres na área. O primeiro cabeceou, ia marcando, mas o segundo entrou na frente, acabou tocando na bola e, como estava na posição de impedimento, acabou por invalidar o gol. Melhor para o Real Madrid, que contou com a volta de Xabi Alonso e chegou aos 28 pontos, ainda no terceiro lugar. Com 12 jogos, está a seis pontos do líder Barcelona, que tem o mesmo número de partidas, e a dois do Atlético de Madrid, que ainda joga na rodada, contra o Athletic Bilbao, domingo. Cristiano Ronaldo, criticado por Blatter no meio da semana, desta vez só respondeu em campo ao presidente da Fifa, marcando dois gols. No primeiro, logo aos 3 minutos, recebeu pela esquerda, colocou a bola por entre as pernas de Gálvez e bateu na saída do goleiro. O português também fez o terceiro, aos 4 minutos da etapa final, completando cruzamento perfeito de Bale. Ronaldo só precisou escorar para as redes. O galês, aliás, também havia dado a assistência para o segundo gol, marcado por Benzema. Com cinco gols em duas partidas (havia feito três nos 7 a 3 sobre o Sevilla, quarta), Cristiano Ronaldo chegou a 13 gols no Espanhol e tirou a artilharia de Diego Alves, que tem 12. Messi marcou oito por enquanto, mas passou um tempo machucado. Jonathan Viera chegou a três ao converter os dois pênaltis marcados para o Rayo neste sábado. No primeiro, depois de falta de Pepe exatamente sobre Viera. No segundo, após Marcelo derrubar Bueno. O brasileiro, aliás, seria poupado, mas teve que entrar em campo ainda no primeiro tempo por conta de uma lesão de Coentrão.

Leia tudo sobre: real madridrayoespanholterceiro lugarcristiano ronaldogolspênaltilass