Ordem no São Paulo é vencer e priorizar Sul-Americana

Luis Fabiano deve ficar de fora em preparação para jogo do meio de semana; Ademílson volta ao time

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Rubens Chiri/São Paulo
Muricy quer recuperar o time visando o duelo com a Universidad Católica, na quinta, pela Sul-americana
Sete jogos de invencibilidade e um salto grande na tabela de classificação fazem o São Paulo entrar em campo contra a Portuguesa, neste sábado, ás 19h30, no estádio do Morumbi, com leveza poucas vezes vista no Campeonato Brasileiro. Se vencer a rival pela 32ª rodada, além de emplacar o oitavo jogo seguido sem perder - até aqui são seis vitórias e um empate - dá adeus ao já remoto risco de queda e pode se dedicar com mais afinco ao duelo de volta da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional, em Medellín (Colômbia). Punido com a perda de quatro mandos de campo por causa da confusão de parte da torcida com a Polícia Militar no clássico contra o Corinthians, o São Paulo faz também a sua despedida do Morumbi na competição. Os jogos contra Flamengo, Botafogo e Coritiba serão disputados em Itu e Araraquara, ambos no interior paulista. Pode ser, também, o derradeiro jogo de Rogério Ceni no estádio. Se resolver parar no fim do ano e o time tricolor for eliminado no torneio internacional, o goleiro não voltará mais a atuar no Morumbi. Motivos, portanto, não faltam para que o time entre motivado para a partida. E quem pensa que o São Paulo estará com a cabeça no Nacional, o recado vem de Muricy Ramalho. “Não tem uma coisa só ou um objetivo só. Temos de continuar forte e depois na pensar semana que vem. Não dá pra priorizar nada agora”, disse o treinador, que escalará praticamente força máxima para o duelo. O "praticamente" fica por conta de Luis Fabiano, sacado para ser preparado para o duelo do meio de semana. "Ele não vai para o banco de reservas. Ele vai treinar para jogar quarta-feira, na Colômbia. Não é poupado, é preparado. Não dá para poupar jogador que joga pouco. Vamos prepará-lo para o jogo da Sul-Americana", disse Muricy Ramalho, ao explicar a situação de Luis Fabiano. Ademilson, que vinha formando dupla com Aloísio, volta a ganhar oportunidade. “Vou fazer de tudo para que a torcida continue gritando o meu nome. Acho que os torcedores estão do meu lado e, assim, fico mais confiante para fazer o meu trabalho”, disse o jovem atacante. O zagueiro Rafael Toloi, com lesão no tornozelo, segue fora. Por outro lado, o meia Paulo Henrique Ganso, que cumpriu suspensão contra o Atlético Nacional, está confirmado no meio de campo.