Leandro salva no fim e Palmeiras empata com o Paraná

Apesar de ter sido melhor durante toda a partida, equipe paranaense acabou punida aos 43 minutos do segundo tempo e segue longe do G4

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Hedeson Alves/Vipcomm
Paraná martelou, martelou, mas não conseguiu segurar o resultado e acabou castigado no fim
Já com o acesso garantido para a Série A, o Palmeiras empatou em 1 a 1 com o Paraná, neste sábado à tarde, no Estádio Durival de Britto, em Curitiba. O time da casa, que ainda briga para voltar à elite, foi melhor durante a maior parte do tempo, procurou mais o gol, e abriu o placar aos 37 minutos do segundo tempo. Mas ainda deu tempo de Leandro deixar tudo igual, aos 43. Sem jogar a Série A desde 2007, o Paraná viu o acesso ficar mais longe. O time tricolor é o sétimo colocado da Série B após fazer 33 jogos, com 51 pontos, a dois do Icasa, primeiro time dentro do G4. Também na briga por esta última vaga, a cinco rodadas do fim da competição, estão Avaí (53 pontos), Joinville (52), América-MG (51) e Ceará (50). O Avaí, porém, tem um jogo a menos e faz clássico contra o Figueirense no domingo. Já o Palmeiras, que ainda precisa garantir o título, chegou aos 70 pontos e manteve os nove de folga sobre a Chapecoense porque o time da Santa Catarina também empatou (com o Guaratinguetá) neste sábado. Se, na próxima semana, o Palmeiras vencer o Joinville e a Chapecoense perder do América-RN, o título estará assegurado. O JOGO - O primeiro tempo foi ruim, apesar de o Paraná ter mostrado, já no primeiro lance, que estava em busca da vitória. Quando o cronômetro ainda estava apenas na casa dos segundos, Lúcio Flávio arriscou de longe e mandou para fora. Kayke quase conseguiu interceptar e mandar para dentro. Sem Vinicius, apostando na formação 4-4-2, Gilson Kleina via o Palmeiras ser acuado no campo de defesa, apostando em um contra-ataque, que não veio no primeiro tempo. Chances de gol, só duas. Numa, Wesley bateu falta da entrada da área, mas mandou nas mãos de Luis Carlos. Em outra, aos 36, Leandro pegou sobra na área e mandou no pé da trave direita. Esse lance acabou sendo o melhor de toda a primeira etapa. Com mais posse de bola, o Paraná falhava no último passe e levava pouco perigo ao gol defendido por Fernando Prass. O goleiro fez sua melhor defesa aos 44, quando interceptou cruzamento de Kayke que chegaria para Morales marcar. Depois da conversa no intervalo fez o segundo tempo começar melhor, principalmente graças à postura do Paraná. A equipe da casa ficou pedindo pênalti quando Morales deu um chapéu em Henrique e caiu na área. O árbitro entendeu, com razão, que o paranista se jogou. Logo depois, boa chance caiu nos pés de Moacir, mas o meia quis enfeitar, tentando encobrir Fernando Prass, ainda que o goleiro estivesse bem postado, e acabou mandando por cima do gol. À medida que o ímpeto do Paraná esfriou, o Palmeiras buscou a vitória. Ananias, que entrou no lugar do machucado Luis Felipe, teve boa chance e desperdiçou. Assim, futeboquem abriu o placar foi o time da casa, num chute de longe de Edson Sitta, que estourou no travessão e pingou dentro do gol. Mas, aos 43, seis minutos depois, o Palmeiras chegou ao empate. Leandro teve liberdade pela meia direita, invadiu a área e bateu cruzado, tirando de Luis Carlos. FICHA TÉCNICA: PARANÁ 1 X 1 PALMEIRAS PARANÁ - Luis Carlos; Roniery, Anderson, Edimar e Paulinho (Henrique); Edson Sitta, Ricardo Conceição (Paulinho Oliveira), Lúcio Flávio e Moacir; Kayke (Carlinhos) e Morales. Técnico - Dado Cavalcanti. PALMEIRAS - Fernando Prass; Luis Felipe (Ananias), André Luiz, Henrique e Marcelo Oliveira (Juninho); Márcio Araújo, Eguren, Wesley (Léo Gago) e Valdivia; Leandro e Alan Kardec. Técnico - Gilson Kleina. GOLS - Edson Sitta, aos 37, e Leandro, aos 43 minutos do segundo tempo. ÁRBITRO - Francisco Carlos do Nascimento (Fifa-AL). CARTÕES AMARELOS - Henrique e Ricardo Conceição (Paraná); Henrique, Marcelo Oliveira Eguren e Alan Kardec (Palmeiras). RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis. LOCAL - Estádio Durival de Britto, em Curitiba (PR).