Atlético enfia cinco e fecha caixão do Náutico no dia de finados

Galo não encontrou dificuldades para impor o seu ritmo e triunfar ante o Timbu, com gols de Fernandinho, Jô, Guilherme, Diego Tardelli e Alecsandro

iG Minas Gerais | THIAGO PRATA |

DENILTON DIAS / O TEMPO
ESPORTES : ARENA DO INDEPENDENCIA - MG . LANCES DA PARTIDA ENTRE ATLETICO E NAUTICO VALIDA PELA 32 RODADA DA SERIE A DO CAMPEONATO BRASILEIRO. FOTOS: DENILTON DIAS / O TEMPO / 02.11.2013
Era feriado de finados e o horário da partida não ajudava – o jogo deste sábado, no Independência, começou às 21h –, mas mesmo assim, a torcida compareceu, fez barulho e protagonizou uma grande festa. Só que o entusiasmo da Massa não era apenas por conta do duelo diante do rebaixado Náutico, vencido pelos mineiros, por 5 a 0, graças aos gols de Fernandinho, Jô, Guilherme, Diego Tardelli e Alecsandro. Não! Logicamente, a goleada no Horto foi comemorada. Porém, o apoio incondicional dos aficionados do Galo tinha – e tem – um valor muito maior. Desde a conquista da Libertadores que os torcedores alvinegros mal veem a hora de assistir a equipe do coração no Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro. E quanto mais a disputa do torneio se aproxima, mais e mais cresce a ansiedade e a confiança da Massa. Em outras palavras: Marrocos não sai da boca dos atleticanos. O fato de o troféu da competição a ser realizada no país africano estar de visita em Belo Horizonte só faz crescer essa expectativa. Diante deste cenário, enquanto o time utiliza o restante do Brasileirão para acertar os últimos detalhes até o Mundial, a torcida tenta passar o máximo de energia positiva possível aos comandados de Cuca. O hino “vamos, vamos, meu Galo. E pra Marrocos, eu quem vou” já virou 'hit' da legião de fãs do clube mineiro. Ontem, o 'single' voltou a ser entoado durante o embate. E não fica restrito a isso. Aumenta a cada dia o incentivo individual àqueles que tiveram ou ainda têm problemas físicos. Foram os casos de Réver, recuperado de um edema no pé direito, e de Ronaldinho, que, mesmo sem estar em campo, teve o nome gritado antes da partida. R10 segue o tratamento da coxa esquerda. Outros torcedores também lamentaram a contusão do volante Leandro Donizete, que sofreu uma entorse no joelho direito, mas não perdem a esperança de verem o meio-campista no Marrocos. Contente com todo esse incentivo, Cuca segue fazendo testes a fim de ajustar o time e premiar a Massa com o título mundial. Contando com Lucas Cândido na lateral esquerda, e Tardelli e Guilherme se alternando na armação, o Atlético passeou em campo. Que venha o próximo teste. ATLÉTICO 5 X 0 NÁUTICO Motivo: 32ª rodada do Campeonato Brasileiro Estádio: Arena Independência Árbitro: Wagner Reway (MT) Cartões Amarelos: Auremir (Náutico) Gols: Fernandinho, Jô, Guilherme, Diego Tardelli e Alecsandro (Atlético) ATLÉTICO Victor Marcos Rocha Réver Leonardo Silva Lucas Cândido Pierre Josué (Luan) Guilherme Diego Tardelli Fernandinho (Neto Berola) Jô (Alecsandro) Técnico: Cuca NÁUTICO Ricardo Berna Auremir João Filipe William Alves Bruno Collaço Elicarlos Derley Martinez Tiago Real Maikon Leite (João Paulo) Olivera (Helder) Técnico: Marcelo Martelotte  

Leia tudo sobre: futebol nacionalatléticogalocampeonato brasileirosérie anáuticotimbu