‘O cidadão pode ser voluntário do projeto’

Marco Lage. Diretor do Minas Pela Paz

iG Minas Gerais |

Por que este novo posicionamento? O Minas Pela Paz é uma experiência de sucesso que reúne, há seis anos, cerca de 40 empresas em torno de um objetivo comum, que é o combate à criminalidade. Nosso propósito, agora, é sair das dependências da indústria e ser plataforma de atuação social, se aproximando das pessoas em uma grande campanha de mobilização em prol da paz. O que muda?   As empresas vão continuar financiando projetos, com recursos próprios ou de leis de incentivo, e o cidadão pode ser voluntário do projeto. Os projetos antigos serão intensificados, e novas ações serão criadas. Como o cidadão pode participar? A população pode participar acessando o site www.minaspelapaz.org.br, que está sendo relançado agora como uma plataforma de convergência entre os cidadãos e os projetos. É um canal para a participação da sociedade.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave