Gilson Kleina assume "culpa" por "resgate" de Valdivia

Treinador afirmou que meia chileno não estava atuando durante os 90 minutos nas partidas por conta de um planejamento para recuperá-lo

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Reprodução/Facebook
Kleina afirmou que Valdivia só está tendo condições de jogo porque o planejamento foi seguido
Um dia depois de Valdivia afirmar que só não joga mais por opção de Gilson Kleina, o treinar concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira e assumiu a "culpa" por não deixar mais tempo em campo o chileno, melhor jogador do time. Mas disse que só foi graças a esta opção, definida no planejamento para 2013, que o meia voltou a jogar bem. "É claro que todos querem ver o Valdivia jogando 90 minutos, inclusive eu. Mas o planejamento era resgatar esse craque e ele sabe disso. Tivemos a preocupação para tê-lo mais dentro de campo. Ele tem condições de fazer 90 minutos agora porque fizemos o serviço corretamente", comentou Kleina. Acostumado a lesões, em 2013 Valdivia já disputou 24 partidas pelo Palmeiras, mas só completou os 90 minutos em oito delas. "Eu quero jogar 90 minutos, sim. Se eu posso, sim. Mas tenho um comandante que escolhe a melhor opção e diz se eu devo jogar ou não. Fisicamente estou bem, sim", alegou o chileno, na quinta. Kleina confirma que é sua a culpa por sacar Valdivia na maioria dos jogos, mas acredita que fez a opção certa. "Olha a evolução dele, o resgate individual que ele teve. Tanto que voltou para a seleção. Assumo essa culpa, acho ele especial e se a gente puder preservá-lo mais vezes, o farei. Prefiro ver ele menos tempo em campo, mas sempre vê-lo", argumentou.

Leia tudo sobre: futebolesportegilson kleinavaldiviapalmeiras