Semana cheia

iG Minas Gerais |

Foi uma semana daquelas. Quantas surpresas e notícias diferentes. Na série, quem quer ser um bilionário, o ex da bela Luma de Oliveira viu seu castelo de areia ruir. Ainda bem que foi antes dele se aventurar no mundo do futebol. Ele tem só uma pequena participação na gestão do Maracanã. A ideia era comprar um time de futebol. Ufa! O Cruzeiro foi derrotado no STJD, de forma injusta, diga-se de passagem, mas agiu rápido. Fez um pequeno jogo de cena, mas colocou a sua “tropa de choque” para resolver a questão. Tudo certo. Ficou do jeito que o Cruzeiro queria. Vai enfrentar o Grêmio no Mineirão. É a política fazendo justiça. Cuca foi eleito o melhor treinador da Libertadores de 2013. Mas, esse fato ficou em segundo plano. O prêmio que ele ganhou foi o destaque. Badalaram o carro ao invés da honraria. Belo marketing. Nesse aspecto, o América deu show. Pensei que não fosse viver para ver o que aconteceu. Estádio cheio, só com torcedor do América, e gente voltando para casa sem ingresso, quem diria; quebra de recorde e uma euforia de final de campeonato para um jogo intermediário. Só que, no final, a mesmice. Até a Fifa apareceu com uma notícia surpresa. Venda de ingressos para o Mundial de Clubes com problemas. Logo na vez do Galo. Sonho . O fim de semana vai ser de sonho para o torcedor atleticano. A taça do Mundial de Clubes da Fifa está em Belo Horizonte. Quem quiser ver é só dar uma chegada no Boulevard Shopping. É ver e imaginar ela nas mãos dos jogadores em cima do carro dos Bombeiros, desfilando pelas ruas da capital. Acho que é um sonho que pode se tornar realidade. Será? Questão de tempo . Alguns cruzeirenses ainda estão preocupados. Pra mim, já era. O tri chegou. Agora, é saber quando o time vai derrotar a matemática. Acho que entre 10 e 17 de novembro. A preocupação dos torcedores se deve ao fato de que o time já não joga tão bonito. Também tenho dito que o futebol do time é esse. Aquela sequência de vitórias foi exceção e fez a diferença. Com licença! Vou ter que discordar do grande Tostão. Mas quem sou eu para discordar do craque da bola e das letras? Um atrevido, abusado, penso. Mas não acho o time de 2013 melhor do que o de 2003. A defesa e as laterais deixam a desejar. Sei que comparações são complicadas, mas o futebol precisa delas., Do outro lado . Estava no estádio Independência na última terça-feira, vendo o América. Fui um dos que saíram frustrados e prometendo não mais voltar. Sentar na cadeira de torcedor é muito pior. Os erros dos jogadores ficam mais evidentes e a desorganização do time irrita. Melhor ficar na cabine onde a razão fala mais alto e a derrota deixa esperança.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave