Licitação do metrô da capital deve sair até 2014

Segundo a Metrominas, projetos executivos serão concluídos até o próximo ano

iG Minas Gerais | Larissa Arantes |

CHARLES SILVA DUARTE / O TEMPO
Hoje com apenas uma linha, metrô de BH deve ganhar dois ramais
Os projetos executivos para a construção das linhas 2 e 3 do metrô da capital e região metropolitana, e de modernização da Linha 1, ficará pronto até abril de 2014. O prazo foi confirmado ontem pelo diretor da Metrominas – empresa pública criada para gerir o transporte sobre trilhos na região –, Diogo Prosdocimi. Com isso, a licitação para a realização das obras deve acontecer até o ano que vem.O diretor também informou que as ações de topografia para a elaboração do plano foram concluídas e custaram R$ 50 milhões. Com a finalização do projeto em 2014, o planejamento será encaminhado ao governo federal para garantir a liberação dos recursos anunciados pela presidente Dilma Rousseff há dois anos. Dos R$ 3,16 bilhões prometidos, R$ 1 bilhão virá diretamente do orçamento federal, R$ 750 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) e o restante será fruto de uma Parceria Público- Privada (PPP). Conclusão. Apesar do anúncio, a expansão do metrô da capital só terminará em 2019. O cronograma de início e término das obras está sendo elaborado, mas, segundo Prosdocimi, foi discutido com o governo federal que “dentro de quatro a cinco anos” o sistema todo será concluído. As obras deverão começar no ano que vem. “Haverá inúmeras entregas parciais, como os novos trens para a Linha 1”, citou, como exemplo, o diretor da Metrominas em entrevista ontem à rádio Itatiaia. As ações de topografia foram feitas a laser e a Linha 3, que será subterrânea, deverá ficar a cerca de 30m de profundidade. “Os projetos estão em fase intermediária para final de elaboração, com as definições e traçado em estágio avançado”, detalhou. As ações de sondagem também já foram concluídas. De acordo com a assessoria da Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), mesmo com a finalização da parte de topografia, só depois de finalizado o projeto executivo é que será possível detectar especificidades do solo e traçado da área que poderão encarecer o plano. Conforme a Setop, a previsão é que no processo de finalização dos projetos aconteça uma audiência pública para debater os planejamentos que envolvem a expansão.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave