Vírus ‘primo’ do HIV é suprimido em macacos

iG Minas Gerais |

Cientistas fizeram o teste com anticorpos em macacos rhesus
Boston, EUA. Injetar partes de anticorpos em um indivíduo com o vírus da Aids poderia ser uma forma de ajudar a combater o Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) no futuro, apontam dois novos estudos publicados na revista “Nature” de anteontem.Cientistas fizeram esse teste em macacos rhesus, que tiveram seus níveis do Vírus da Imunodeficiência Símia (SIV), “primo” do HIV, reduzidos significativamente. A tática também poderia contribuir para destruir o vírus da Aids em seus “esconderijos” dentro do corpo, algo que os medicamentos atuais ainda não conseguem fazer.Os macacos não foram “curados”, mas o tratamento aparentemente melhorou o sistema imunológico dos bichos o suficiente para manter o vírus sob controle. Dois outros macacos que tinham os maiores níveis de SIV ao começarem a receber cuidados tiveram a quantidade de vírus reduzida.Em setembro, cientistas dos EUA afirmaram ter descoberto uma vacina capaz de controlar a resposta imunológica em macacos contra o SIV. As informações foram publicadas na “Nature”.São Paulo. O Estado de São Paulo registrou o menor índice de mortalidade por Aids da história. A divulgação foi feita ontem, em comemoração aos 30 anos do Programa Estadual DST/Aids-SP.Levantamento do programa aponta que em 2012 foram registrados 2.760 óbitos no Estado, o que representa uma taxa de mortalidade de 6,6 por 100 mil habitantes. Em 1995 foram 7.739 óbitos, com taxa de mortalidade de 22,9.Segundo a Secretaria de Saúde, foi constatado que a sobrevida dos pacientes é cada vez maior e de melhor qualidade. A secretaria afirma que continuará investindo no diagnóstico precoce da infecção pelo HIV.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave