Polícia pede indiciamento do "tarado do Dona Clara" por 14 crimes

Apesar de ter dito em depoimento que os ataques teriam começado há cerca de um mês, uma das vítimas reconheceu o suspeito após a apresentação e disse que teria sido abusada por ele há 7 anos

iG Minas Gerais | Bruna Carmona |

A Polícia Civil concluiu o inquérito sobre o caso do "tarado do Dona Clara" na tarde desta sexta-feira (1º) e pediu o indiciamento de Marcel Barbosa dos Santos, de 30 anos, pelos crimes de estupro e estupro de vulnerável. Santos é suspeito de ter atacado pelo menos 20 jovens na região do bairro Dona Clara, na Pampulha, nos meses de setembro e outubro. A delegada responsável pelo caso, Iara França, pediu o indiciamento por abusos cometidos contra 14 vítimas. Entre elas está uma mulher que reconheceu o suspeito depois que ele foi apresentado pela Polícia Civil e que teria sido abusada por ele há sete anos. Em depoimento, Santos disse que teria começado a cometer os ataques há cerca de um mês. O inquérito foi encaminhado para a Justiça.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave