Cinco equipes do Fiscaliza BH fazem rondas contra incômodo urbano

Proposta é atacar os problemas que incomodam a população e refletem negativamente na organização da capital, principalmente em relação a irregularidades referentes a posturas, limpeza urbana, obras e controle ambiental

iG Minas Gerais |

A partir desta sexta-feira, dia 1º de novembro, patrulhas Fiscaliza BH farão rondas de segunda a sexta-feira, nas nove regiões da cidade, aplicando as penalidades cabíveis em cada tipo de infração constatada, inicialmente, em 72 vias. A proposta é atacar os problemas que incomodam a população e refletem negativamente na organização da capital, principalmente em relação a irregularidades referentes a posturas, vias, limpeza urbana, obras e controle ambiental. A apresentação do projeto aconteceu na quinta-feira passada (24). Estão incluídas nas vistorias das patrulhas, entre outras, autuações em infrações referentes a faixas, cartazes, lixo fora do horário, bota-fora, obstáculos no logradouro, panfletos e camelôs. Para a execução da tarefa, serão empenhadas cinco equipes, compostas, cada uma, por um gerente de fiscalização, um fiscal integrado, dois guardas municipais, dois agentes de campo e um motorista. Essas equipes atuarão das 8h às 18h e receberão suporte logístico para apreensões de mercadorias e faixas. Situações que envolvem o trabalho dos setores de limpeza urbana, por exemplo, recolhimento de resíduos descartados de forma clandestina e sem identificação do infrator, e de manutenção serão programadas. A indicação das primeiras ruas e avenidas contempladas foi feita pelas gerências regionais de Fiscalização, que diagnosticaram onde as infrações são mais recorrentes e impactam no dia a dia. Para evitar reincidências e novas irregularidades, a Patrulha Fiscaliza BH fará o monitoramento sistemático dessas vias. O secretário municipal adjunto de Fiscalização, Alexandre Salles Cordeiro, esclarece que a iniciativa é um reforço para as ações fiscais de rotina. “O projeto não substituirá os demais trabalhos, como o atendimento de demandas do cidadão e a continuidade de processos de fiscalização”, destaca. Salles acrescenta que por se tratar de um plano piloto, o projeto será revisto sempre que necessário e, posteriormente, será aplicado em outras vias. “Pretendemos, com essa nova frente, contribuir para uma cidade com mais mobilidade, sem poluição visual e mais limpa. Enfim, com melhor qualidade de vida”, destaca.

Leia tudo sobre: fiscalizaçãolimpeza urbanaincômodorondasFiscaliza BH