Brasil e Alemanha apresentam à ONU resolução sobre espionagem

O texto, para passar a valer, terá de ser aprovado por maioria simples pelas delegações dos 193 países-membros da organização; Brasil articula para viabilizar a aprovação

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Associated Press
undefined
Uma proposta de resolução sobre a privacidade na internet será apresentada pelo Brasil e pela Alemanha nesta sexta-feira (1º) à Organização das Nações Unidas (ONU). O documento está essencialmente pronto, de acordo com o Ministério das Relações Exteriores do Brasil, porém alguns pontos do texto ainda estão sendo discutidos. A expectativa é que a proposta seja entregue às 11h no horário de Nova York (13h no horário de Brasília). A proposta de resolução, com o título Direito à Privacidade na Era Digital, será entregue à Comissão de Direitos Humanos, subordinada à Assembleia Geral da organização. O texto, para passar a valer, terá de ser aprovado por maioria simples pelas delegações dos 193 países-membros da ONU. O Brasil está articulando diplomaticamente as posições dos países para viabilizar a aprovação. O documento está no contexto das recentes denúncias de espionagem pela Agência Nacional de Segurança (NSA) dos Estados Unidos, que teria grampeado o celular da chanceler alemã Angela Merkel. A presidente Dilma Rousseff foi uma das primeiras chefes de Estado a se queixar das práticas dos norte-americanos, depois de reportagem denunciando que suas comunicações foram interceptadas. Os detalhes sobre a proposta serão divulgados na página do Ministério das Relações Exteriores na internet assim que o texto for entregue à ONU.

Leia tudo sobre: PROPOSTAESPIONAGEMDILMAALEMANHABRASILONU