Ações da Usiminas seguem em alta após bom resultado

Com lucro de R$ 115 mi, empresa fecha no azul após dois anos

iG Minas Gerais | Pedro Grossi |

CHARLES SILVA DUARTE / O TEMPO
Recuperação. Depois de amargar sete trimestres de prejuízos, siderúrgica registra lucro no período
As ações da Usiminas estão em alta após a divulgação, nesta semana, do primeiro resultado positivo em sete trimestres. No fechamento do pregão de ontem, os papéis da siderúrgica mineira foram os que registraram maiores altas. Nas ações preferenciais (sem direito a voto), foi de 3,27% – a maior do Ibovespa –, fechando o dia a R$ 11,68. Nas ordinárias (com direito a voto), a valorização foi de 2,91%, cotadas a R$ 11,33. No terceiro trimestre deste ano, a empresa registrou lucro líquido de R$ 115 milhões. O resultado reverte um prejuízo de R$ 125 milhões, observado no mesmo período do ano passado, e de R$ 22 milhões entre abril e junho deste ano. Em parte, as altas nas ações das empresas do setor siderúrgico, e, consequentemente, da Usiminas, ainda são explicadas pela negociação com as montadoras para reajuste de 10% no preço do aço. Outra parte se explica pelos claros sinais de recuperação apresentados pela Usiminas, que é a maior produtora de aços planos do Brasil. Com a recuperação, o prejuízo acumulado no ano caiu para R$ 30 milhões, 88% menor que no mesmo período do ano passado. O resultado no trimestre superou as expectativas do mercado, que estimava um lucro cerca de 15% menor para a companhia. A estratégia foi priorizar o mercado interno e promover ações integradas com os clientes nacionais. No período, a Usiminas obteve o maior volume de vendas domésticas dos últimos cinco anos, com 1,5 milhão de toneladas – o que representou 93% do comercializado. Em termos de produção, o terceiro trimestre apresentou alta de 2% em relação ao anterior. De julho a setembro, a siderúrgica produziu 1,8 milhão de toneladas. Mineração. O braço de extração de minério da Usiminas segue contribuindo positivamente com o balanço da empresa. O volume de vendas de minério de ferro foi no trimestre foi o maior da história da Usiminas. Foram vendidas 1,8 milhão de toneladas, resultado 34% superior ao do trimestre anterior. Do total de R$ 238 milhões investidos no último trimestre, 72% foram destinados para a siderurgia, 24% para a mineração e 4% em transformação do aço.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave