Guardiola exalta importância do Mundial e garante foco em nova conquista

Para comandante espanhol, bicampeão do Mundial de Clubes com o Barcelona, garante que disputará torneio deste ano como se fosse o último de sua carreira

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

BARCELONA/DIVULGAÇÃO/SITE OFICIAL
Pep Guardiola é carregado por jogadores do Barcelona após conquista do Mundial de Clubes, em 2011
Bicampeão do Mundial de Clubes da Fifa (2009 e 2011), quando ainda comandava o Barcelona, Pep Guardiola exaltou a importância do torneio que no fim deste ano será disputado no Marrocos. Hoje à frente do Bayern de Munique, o espanhol tentará levar a equipe alemã ao tricampeonato da competição intercontinental, conquistado pelos bávaros pela última vez em 2001. "Este é um campeonato muito importante para o clube, um dos torneios de maior prestígio pelo qual podemos jogar. Não é fácil participar de um Mundial, você tem que vencer a Liga dos Campeões e ganhar uma Liga dos Campeões não é fácil. Hoje, na Europa, nós temos muitas, mais muitas equipes fortes. Talvez para a imprensa, pela atmosfera, o Mundial em si não tenha tanta importância, mas quando você chega no lugar, quando chegarmos ao Marrocos, vocês podem ter certeza que vamos entender 100% o quão importante este torneio é para os jogadores, comissão técnica, staff e o clube", declarou Guardiola, em entrevista coletiva. Questionado se o Bayern entraria focado na disputa pelo título, o comandante garantiu que disputará o torneio como se fosse o último de sua carreira e deixou claro que o objetivo é levantar o troféu. "O nosso objetivo é vencer, jogar da melhor maneira possível, fazer o mesmo que eu fiz quando era treinador do Barcelona. Eu tive a oportunidade de disputar dois Mundiais e sei que é uma chance incrível. Quando disputei esta competição pela primeira vez, eu pensei que nunca mais voltaria a participar dela. No entanto, dois anos depois, eu terei novamente este prazer. Talvez eu não tenha outra oportunidade de disputá-la, por isto quero viver esta experiência como minha última chance de vencê-la", concluiu Guardiola. Dentre os demais adversários na disputa pelo título mundial, o Bayern de Munique terá como grande rival o Atlético, grande campeão da Libertadores. É esperado que as duas equipes façam a final do torneio no próximo dia 21 de dezembro, em Marrakech. A decisão também marcará um duelo à parte do treinador espanhol com Ronaldinho Gaúcho. O craque, ídolo absoluto da torcida atleticana, deixou o Barcelona após ser preterido por Guardiola.