O mando de campo ou o voto na oposição

iG Minas Gerais |

Não há clima para a CBF tirar Cruzeiro x Grêmio, dia 10, do Mineirão. Pensei que ela não teria peito para tal. A entidade poderia escolher o jogo ou jogos que o clube deveria ser punido com a perda do mando de campo, e, como o senhor presidente José Maria Marin está em campanha para fazer do vice Del Nero o seu sucessor, não iria querer se indispor com o presidente Gilvan de Pinho Tavares e correr o risco de perder o valioso voto. Pois é! Certamente, não está ligando para a questão eleitoral. Ainda mais com a notícia de que já estão esgotados os ingressos para sócios do futebol ‘Cruzeiro Sempre’: quase 34 mil torcedores, para esse jogo, que poderá ser o do título. Historicamente, a CBF é uma entidade que não prima muito em zelar pela própria credibilidade. Como nessa ridícula polêmica criada pelo técnico Luiz Felipe Scolari de querer convocar Diego Costa, há tempos mais espanhol que brasileiro na profissão dele. E mais ridícula ainda a postura falso nacionalista/moralista do técnico da seleção brasileira de dizer que o atacante do Atlético de Madrid está “dando as costas para o sonho de milhões”. O que é isso Scolari? Tão retrógrado quanto o papo de que há políticos de esquerda e de direita no Brasil. Quase todos, 99,9%, pertencem ao mesmo balaio: ideologia e nacionalismo pertencem aos livros de história e filosofia. Querem é se arrumar. O povo é só massa de manobra, muito bem usado, assim como Felipão sabe usar muito bem esse discurso fantasioso, que deu certo em 2002 na Copa da Ásia. Chegando lá Réver poderá voltar a jogar contra o Náutico, Gilberto Silva e Ronaldinho vão se recuperando. Boas notícias na preparação do Atlético para o Marrocos. Aliás, Gilberto Silva foi uma aquisição estratégica para 2013. Dentro e fora de campo foi fundamental na conquista da Libertadores. Experiência e qualidade técnica dele e de R10 fizeram diferença demais. Jogador problema Com um jogador irresponsável como este Willians, que voltou a se mostrar despreparado emocionalmente para situações de grande pressão, fica difícil acreditar no América. Foi expulso aos 45 do primeiro tempo. Com 12.959 pagantes no Independência, o América sofreu uma inacreditável derrota para um dos piores times da Série B do Brasileiro, o Paysandu, cuja única vitória fora de casa foi essa de anteontem. Relatos exclusivos Lançado ontem, na Loja do Atlético, em Lourdes, o livro “A América é do Galo”; registro histórico sobre a conquista da Libertadores, pela editora Magma. Com textos de Caio Ducca, reúne relatos e fotos de jogadores e técnico sobre o título inédito. Ademg informa! A Arena do Jacaré poderá ser administrada pela Prefeitura de Sete Lagoas, a partir de dezembro, quando acabam seis secretarias de Estado, dentre elas, a de Esportes, e com ela, o fim da Ademg, cuja única atividade atualmente é cuidar da Arena do Jacaré e do “elefantinho” Mineirinho. O contrato de comodato do governo de Minas com o Democrata vai até 2016, mas as partes estão se entendendo para que a prefeitura da cidade assuma a administração no lugar da Ademg. Entrevistei o prefeito Marcio Reinaldo, e ele disse que o custo mensal com a manutenção, segundo o governo, é de R$ 70 mil. A prefeitura gasta muito mais que isso com aluguéis para abrigar secretarias municipais e outros órgãos, por isso se interessa pelo negócio. Parceiro O prefeito entende também que pode ser uma forma de o município ser parceiro do Democrata, com contrapartidas que interessem a toda a população com o uso das dependências do estádio no dia a dia. Hoje, elas são subutilizadas até para jogos de futebol. Uma preocupação que muita gente tem é que vereadores e outros interesses políticos paroquiais poderiam transformar a Arena em um grande campo de “peladas” ou “ação entre amigos”.  Mas quem conhece o prefeito Marcio Reinaldo sabe que isso é impossível já que o seu perfil político é avesso a esse tipo de comportamento, comum Brasil afora. Uma demonstração clara disso é que tão logo foi contatado pelo Secretário de Estado de Esportes, Eros Biondini, para falar do assunto, ele mandou ouvir o Democrata e saber se seria interessante para o clube, o dono da Arena do Jacaré O secretário Municipal de Esportes, César Maciel, está ajustando o acordo com a diretoria e conselho deliberativo do Democrata, para depois relatar ao prefeito e, caso esteja do jeito que precisa ficar, a prefeitura negociará com o governo. Mudanças A dança das secretarias será a seguinte: Secretaria do Trabalho será fundida com a de Desenvolvimento Social. A de Esportes com a de Turismo e a da Copa do Mundo (Secopa). A de Regularização Fundiária será fundida com a de Agricultura. A de Gestão Metropolitana com a de Desenvolvimento Regional e Política Urbana. E a de Coordenação de Investimentos Estratégicos será transformada em assessoria especial.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave