Décimo terceiro vai injetar R$ 12 bi em Minas Gerais

Salário extra vai beneficiar 8,5 milhões de mineiros; consumo é o maior privilegiado

iG Minas Gerais | José Augusto |

Henrique Pimentel
Shopping. Gasto maior do 13º deve ficar com bens de consumo
O 13º salário, que começará a ser pago no fim do mês, deve injetar R$ 12,7 bilhões na economia somente em Minas Gerais. A estimativa é da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio) do Estado. Segundo a entidade, 8,5 milhões de mineiros serão beneficiados. Aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já receberam a primeira parcela do salário extra. Ainda de acordo com a Fecomércio-MG, 54,4% do dinheiro, ou R$ 7 bilhões, deverão ser para o consumo como comércio de bens, serviços e turismo. Já R$ 2,9 bilhões deverão ser usados para os pagamentos de dívidas. Aliás, essa é a sugestão do economista Vicente Mesquita. “O ideal é usar parte do 13º salário para a quitação de dívidas, principalmente, aquelas que são de juros maiores, como o cartão de crédito e o cheque especial”, salientou.Ainda segundo ele, caso seja possível, também é aconselhável guardar um pouco do salário extra. “No início de ano sempre temos várias contas, como IPTU, IPVA, material escolar, entre outras. Por isso, ter um pouco de dinheiro guardado vai ajudar bastante na hora de quitar essas novas dívidas”, completou.Brasil Já no país, cerca R$ 143 bilhões deverão movimentar a economia brasileira, segundo estimativas do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Cerca de 82,3 milhões de brasileiros serão beneficiados.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave