Mineiros e Gisele Bünchen no quarto dia de SPFW

Ronaldo Fraga e Patrícia Motta colocaram suas peças na passarela da semana de moda paulista

iG Minas Gerais | Deborah Couto e Silva |

Fotosite
undefined
Dia movimentado no SPFW. É a penúltima jornada de evento que começou com apresentação de estreia no line-up de Pedro Lourenço, que surpreendeu com modelagens extremamente limpas e tecidos tecnológicos. Na cartela de cores, muito P&B, beges e rosados. As formas secas ganharam texturas quase “líquidas” em tecidos de brilho extremo, que davam vontade de tocar. Na sequência, outra estreia: a Pat Pat’s, marca da filha de Patrícia Viera. Com público jovem e a punk de boutique Andrea Dellal no desfile, a grife investiu em seu tradicional couro com aplicações de renda, tricô e muitas estampas de cobra, prometendo agradar a jovens roqueiras. Medalhão da moda brasileira, Glória Coelho, mãe de Pedro Lourenço, investiu pesado em uma das principais tendências da estação: o tomara-que-caia. Seu futurismo de costume se desdobrou em aplicações com aspecto de “tartaruga tecnológica” em uma cartela que continha diversos tons de cinza, muito preto e vermelho. Uma sequência de tops curtos traziam um recorte mullet, mais comprido na parte de trás. Já o mineiro Ronaldo Fraga investiu novamente no universo de Mário de Andrade e adentrou o semi-árido brasileiro. Os tons terrosos prevaleceram no cenário, na beleza queimada e na cartela de cores do desfile. A rusticidade se revelou em tramas diversas, do tricô ao couro, e em peças com acabamento à mostra. O couro metálico ou com textura foram pontos altos de seu desfile, bem como os verdes e amarelos _ bem brasileiros _ que quebraram os marrons apresentados em sua passarela. Outra mineira, a estreante Patrícia Motta seguiu por outro lado: o do luxo. Especialista em couro, usou e abusou do brilho, ora em tons metálicos trabalhados em escamas de corte a laser, feitas em tons contrastantes. Ora em aplicações de minicristais swarowski, em vestidos de festa feitos para aparecer. A modernidade ficou por conta da mistura do courio com tricôs pesados, outra tendência para o próximo inverno. Hoje é dia de alvoroço no Villa-Lobos. Logo mais tem desfile da Colcci, cuja estrela é a übber model Gisele Bündchen. O frenesi começou cedo e deve permanecer até o fim da noite. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave