Show de Stephen King estreia no TNT

Com 13 episódios, série investe no mistério e tem Dean Norris no elenco

iG Minas Gerais | Isis Mota |

Michael Edwards/divulgação
King escreveu o livro que inspirou a série por 20 anos e o publicou em 2009
Stephen King é um escritor que dispensa apresentações. Qualquer busca no Google vai mostrar, a quem não conhece sua obra, que ele é o rei do terror fantástico e da ficção moderna. Seus livros venderam mais de 350 milhões de cópias, com publicações em mais de 40 países. Agora é a vez do mundo das séries conhecer uma de suas criações. O canal TNT estreia no Brasil, no dia 4 de novembro, próxima segunda-feira, às 22h30, “Under the Dome”. Esqueça o clima de “O Iluminado”, provavelmente a mais famosa adaptação de suas linhas para a tela grande. “Under the Dome” nos mostra Chester’s Mill, uma cidadezinha no interior dos Estados Unidos recheada de todos os personagens clichê. Tem a rainha da moral que se apaixona pelo “bad boy” de passado misterioso, o nerd que vive seu primeiro amor com uma garota estranha da cidade grande, o vereador corrupto, o reverendo que prega o bem e faz o mal, a gata líder de torcida com fama de rebelde que trabalha como garçonete… Enfim, um tédio. Até que uma misteriosa cúpula (“the dome”) transparente aparece sobre a cidade, rompendo toda e qualquer comunicação com o mundo exterior. Literalmente separa a cidade do resto do mundo, com direito a uma cena nojenta de uma vaca sendo cortada na metade pela cúpula que desce, com meio animal caindo para cada lado daquela espécie de vidro. Presos lá dentro, se deparam com a iminente falta de água, comida, combustível e eletricidade. Geradores domésticos se tornam o bem mais precioso, remédios são alvo de saques, dinheiro não vale mais nada. Enquanto tentam entender como e porque isso está acontecendo, ou mesmo o que é a cúpula, os personagens vão se revelando. O “lado A” bonzinho de todo mundo vai dando lugar ao “lado B’, aquele capaz de qualquer coisa para sobreviver. Isso para não falar nos eventos puramente sobrenaturais e na relação maluca de quatro jovens com a cúpula em si. “Under the Dome” fez bastante sucesso nos Estados Unidos, quando foi exibida no verão – época em que a TV normalmente reprisa sucessos ou passa episódios inéditos de séries que já foram tiradas da grade de programação. Os nomes por trás da série garantiram esse sucesso: ela foi adaptada da obra de Stephen King por Brian K. Vaughan, da também misteriosa “Lost”. Mas nem isso foi capaz de assegurar uma temporada perfeita. A série começa bem, dá uma caída no meio e retoma o pique bom de mistério no último episódio, o 13º – que, este sim, deixa o espectador pendurado na ponta da poltrona, esperando o que vem pela frente. No elenco está o ótimo Dean Norris (de “Breaking Bad”) como o líder da cidade, ele mesmo cheio de mistérios, uma espécie de senhor do crime que banca o salvador da pátria. Na categoria colírio, o ex-modelo Mike Vogel e a ruiva canadense Rachelle Lefèvre. Continua. A segunda temporada, que também terá 13 episódios, já está confirmada. E a boa notícia: segundo a imprensa especializada norte-americana, Stephen King em pessoa vai escrever o roteiro do primeiro episódio. Tomara que ele explique o que é, afinal, essa cúpula, porque depois de uma temporada inteira no escuro, a gente já merece saber.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave