Aline lidera time das bruxas das novelas

Personagem de Vanessa Giácomo em “Amor à Vida” é a mais criticada

iG Minas Gerais |

TV Globo/Divulgação
Topo. Nas ruas, público não poupa a dissimulada Aline de críticas
São Paulo. Longe da caricatura da velha corcunda e com uma verruga no nariz, as bruxas das novelas atuais vão comemorar o dia delas, hoje, discretamente. Mas não passarão em branco diante dos olhares vigilantes do público, atento às suas maldades. Campeã de críticas, a dissimulada Aline (Vanessa Giácomo), de “Amor à Vida” (Globo), está na boca do povo e é apontada, nas ruas, como a pior entre as cruéis personagens que estão no ar. Leila (Fernanda Machado) e Amarilys (Danielle Winits) não ficam muito atrás. “Não acho que elas sejam bruxas, embora sejam vilãs”, defende Walcyr Carrasco. “Elas têm objetivos: Amarilys tem inveja, Leila tem ambição e Aline quer vingança”. Carlos Lombardi, autor de “Pecado Mortal” (Record), admite, sobre a vilã vivida por Jussara Freire: “Donana tem essência de bruxa: é egocêntrica, mal-educada e odeia que a contrariem”. Já Doroteia (Paloma Duarte), também da trama da Record, diz o autor, reprime um amor que suaviza seu potencial. Thelma Guedes e Duca Rachid, autoras de “Joia Rara” (Globo), por sua vez, defendem Gertrude (Ana Lúcia Torre). “Ela é frustrada. Sílvia é a vilã. Não amolece nem com a doçura de uma criança”. Coautor de “Sangue Bom” (Globo), Vincent Villari diz que Bárbara (Giulia Gam) é a megera. “Amora era uma ‘witch girl’. Não é mais!”, brinca, sobre o papel de Sophie Charlotte. O trocadilho é com “it girl” (witch, em inglês, é bruxa). “Ela deixou o caldeirão faz tempo”. Bruxos. Apesar de o foco do Dia das Bruxas se voltar às mulheres, personagens masculinos não escapam dos olhares condenatórios dos telespectadores. Nas ruas de São Paulo, por exemplo, o vilão Félix (Mateus Solano), de “Amor à Vida”, foi apontado por muita gente como a pior bruxa da TV. O autor Carlos Lombardi, de “Pecado Mortal”, também faz questão de frisar que criou um bruxo para sua trama, além da vilã Donana: o mau-caráter Picasso (Vitor Hugo).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave