CBF cogita se vingar de Costa

Felipão usou do mesmo expediente, com Deco e Pepe, quando era técnico de Portugal

iG Minas Gerais | Ana Paula Moreira |

Andres Kudacki
Gratidão. Diego Costa fez questão de dizer que tudo o que tem na vida foi conquistado na Espanha
A polêmica entre a CBF e o atacante Diego Costa está longe de acabar. Após recusar convocação para dois amistosos da seleção brasileira, Diego afirmou que vai defender as cores da Espanha na Copa do Mundo do Brasil, em 2014, depois de optar pela cidadania espanhola. Em represália, a CBF pode pedir a perda da cidadania brasileira do jogador, segundo informou o jornal “O Globo” de ontem.   Na reportagem, o diretor jurídico da CBF, Carlos Eugênio Lopes, acusou a federação espanhola de aliciar o atleta, nascido em Lagarto, no Sergipe, mas que nunca jogou profissionalmente no Brasil. “Não tenha dúvida de que Diego Costa foi aliciado. Sofreu horas de pressão dos espanhóis. É óbvio que a razão da escolha foi financeira. O presidente (da CBF, José Maria Marin) me autorizou a instaurar um procedimento no Ministério da Justiça, pedindo a perda da cidadania brasileira, que Diego Costa repudiou”, declarou Lopes ao jornal carioca. Procurada pela reportagem, a CBF, através de sua assessoria de imprensa, informou que essa decisão ainda não está acertada. “Essa é a posição do diretor jurídico e é um assunto que vai ser discutido internamente. Foi uma das ideias que o diretor teve, mas não tem nada definido”, afirmou Rodrigo Paiva, diretor de Comunicação da CBF, a . O TEMPO José Maria Marin, ressaltou, através da assessoria da CBF, que teme pelo futuro do futebol brasileiro. “Nossa luta é uma preocupação mais ampla com o futuro da seleção brasileira. Não se trata de uma questão específica contra o Diego. Pensamos no futuro do futebol, principalmente da seleção brasileira”, reforçou Marin. Segundo a consultora especializada em imigração, Marta Mitico, a CBF pode exigir que o Ministério das Relações Exteriores declare a perda da cidadania de Diego Costa. “É possível sim. Ele perde os direitos políticos, não pode mais votar, não terá passaporte brasileiro. Ele perde todos os direitos para os fins políticos e civis”, esclareceu Marta. Explicação. Ontem, em entrevista ao site do Atlético de Madrid, Diego Costa esclareceu os motivos pelos quais escolheu a seleção espanhola. “Foi uma decisão complicada em decidir pelo país onde eu nasci e o país que me deu tudo, que é a Espanha. Eu pensei e o correto é jogar pela Espanha porque tudo o que tenho na minha vida foi este país que me deu. Aqui me sinto muito valorizado por tudo o que faço diariamente e sinto o carinho das pessoas”, justificou Diego Costa. Robinho deve ocupar vaga Sem poder contar com Diego Costa, o técnico Luiz Felipe Scolari divulga hoje quem irá convocar para a vaga do atacante. Segundo informou o jornalista Paulo Vinícius Coelho, o nome de Robinho, do Milan, pode aparecer na lista de Felipão. O jogador voltou a jogar bem no time italiano e pode surgir como opção para o ataque da seleção. O treinador brasileiro convoca hoje, no Rio de Janeiro, os atletas para os amistosos contra Honduras (dia 16, em Miami) e Chile (dia 19, em Toronto). Quatro jogadores já estão convocados para os amistosos: Daniel Alves (Barcelona), Hulk (Zenit), Lucas Leiva (Liverpool) e Marquinhos (Paris Saint Germain).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave