Presidente diz que já anunciou R$ 50 bi

iG Minas Gerais |

Curitiba. A presidente Dilma Rousseff disse ontem em Curitiba que, depois dos protestos de rua realizados em junho, o governo federal disponibilizou R$ 50 bilhões para apoiar projetos de mobilidade urbana nas cidades. Ela lembrou que a mobilidade estava no centro das questões durante os protestos e, ao lado do governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), e do prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, anunciou a liberação a fundo perdido de R$ 1,8 bilhão para o início da construção do metrô na capital paranaense. A visita da presidente ao Estado foi a quarta viagem oficial neste ano, um recorde desde o início do seu mandato. Desde que assumiu, em 2011, a petista só esteve duas vezes no Paraná, ambas no primeiro ano de governo. Nas eleições de 2010, ela perdeu para José Serra (PSDB) no Estado. O anúncio de ontem foi feito para a mesma obra que já havia sido alvo de promessa de recursos federais. Em outubro de 2011, Dilma anunciou R$ 1 bilhão para o metrô, mas o projeto passou por revisão e, dos R$ 2,25 bilhões previstos, o custo passou para R$ 4,5 bilhões.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave