Os mistérios entre o céu e a terra

iG Minas Gerais |

Quem lê a Tribuna da Imprensa online, que reproduz matérias do nosso O Tempo , fica sabendo de muita coisa que a grande imprensa não fala, e, como disse Shakespeare, “existem mais mistérios entre o céu e a terra do que possa imaginar a nossa vã filosofia”. Eu acrescentaria, ainda, os urubus costumeiros e os aviões de carreira... Por exemplo: nem o mais ingênuo dos brasileiros deixaria de imaginar que o ex-Luiz vai querer tomar o lugar de dona Dilma, e que dona Dilma quer que ele continue como está, um ex. Eu não entendo nada de física, matéria que ainda me horroriza só de pensar. Confesso que durante muito tempo eu confundi física com química... Mas ainda me lembro de qualquer coisa ou princípio que diz que “forças iguais se repelem”. Então pode ser isso. Claro que o ex-Luiz não sabe disso e dona Dilma, que andou pintando e bordando como revolucionária, no jargão da esquerda armada, sabe muito bem de tudo, principalmente de estratégias de “repulsão de poder”, assim como a força elétrica. “A força elétrica entre duas cargas com o mesmo sinal é repulsiva”. Assim, é só substituir “força elétrica” por baixaria política e cargas do mesmo nível por “ambição desmedida”, e teremos criada a “teoria da repulsão das inconveniências conflitantes”, em que qualquer resultante é danosa para os interesses do país. E por que será que eles não demonstram publicamente esse conflito de interesses? Porque se o ex-Luiz não sabe de nada, dona Dilma sabe que em física “a força elétrica entre duas cargas com sinais opostos é atrativa.” (Continue substituindo força elétrica por ‘baixaria política’). Eu continuo sem entender de física, mas aprendi a pesquisar... O acreditado jornalista Carlos Newton, no blog da Tribuna online, “diz que o ex-Luiz, cada vez mais rejuvenescido, com cabelos e bigodes milagrosamente escurecidos (fenômeno atribuído à quimioterapia) mas alcançado à base de tintura mesmo, está cada dia mais confiante. (...) A “amizade” entre Lula e Dilma não existe mais, é coisa para inglês ver, como se dizia antigamente. Os dois disputam a mesma candidatura numa briga de bastidores que só se resolverá daqui a oito meses”. Não é o primeiro caso em que a criatura se vira contra o criador, digo eu, em política, traição é o pau que gira... Discutir cores de bigodes é mais patriótico que leilões com pretendente único ou, ainda, providências de Renan Calheiros para livrar arrivista brasileira presa na Rússia por querer fazer lá o que os Black blocs fazem aqui, sem repreensões. Na Rússia, como diz um nosso ditado, o buraco é mais embaixo... E, antes de terminar, um comentário econômico para sua reflexão: Este é o Brasil, que compra do Brasil, uma imensa reserva de petróleo do Brasil para ficar com 40% para o Brasil. Sim, o Brasil terá 40% do capital das reservas compradas do Brasil e terá um lucro de 85% do negócio, fim.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave