Escola se desculpa por ‘erro’ que pôs palavrão em prova

Questão reproduz diálogo da turma da Mônica e foi copiada da internet

iG Minas Gerais |

Eliane Sinhasique/Arquivo pessoa
Constrangimento. Pais ficaram chocados com a prova de língua portuguesa dos filhos do 4º ano
RIO BRANCO. A Escola Luiza Batista de Souza, em Rio Branco, reconheceu, na tarde de ontem, o erro na aplicação de uma prova aos alunos da 4ª série do Ensino Fundamental contendo uma questão com uma palavra obscena em uma tirinha da Turma da Mônica. A instituição se desculpou, em nota, pelo ocorrido, e esclareceu que houve um equívoco no momento em que o quadrinho foi copiado da internet.“O erro, que a equipe escolar reconhece e assume com humildade, resultou de uma operação de ‘copiar e colar’ na internet. O original da referida prova, anexo, traz a tirinha original da Turma da Monica do escritor Mauricio de Souza. Ao acessar a internet, não se teve o cuidado devido de observar a versão que estava sendo copiada, cujo conteúdo é impróprio e não recomendado para uma instituição escolar”, diz.A nota ressalta ainda que a Secretaria Estadual de Educação (SEE) orienta as escolas da rede pública “para que tenham o máximo cuidado com a elaboração e revisão dos materiais destinados aos alunos para que não tenham erros conceituais, de interpretação dúbia ou conteúdos inadequados”.Sobre o erro, ela diz não ter sido intencional, “uma vez que o trabalho da equipe escolar é pautado por princípios éticos e morais, essenciais à formação ao desenvolvimento pleno de cada um de nossos alunos”, garante. Os pais de alunos do 4º ano ficaram chocados com a questão de prova aplicada pela professora de língua portuguesa da instituição. A avaliação continha uma tirinha da Turma Mônica com um palavrão. O quadrinho mostra uma conversa entre Cebolinha, Magali e um pipoqueiro.O CASO.A assessoria de Mauricio de Sousa classificou como “um descuido tanto com os alunos como com os direitos do autor”.Diálogo polêmicoNa tirinha retirada, segundo a escola, da internet, está o seguinte diálogo: - Eu quelo um saco de pipoca — pede Cebolinha.- E a garotinha? — pergunta o pipoqueiro.- Uma pica! — responde Magali.No diálogo original, a resposta da Magali é: “Todo o resto”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave