ustiça bloqueia bens de ex-prefeito de Monte Carmelo

De acordo com o Ministério Público de Minas Gerais, Saulo Faleiros Cardoso terá seus móveis e imóveis indisponíveis até o valor de R$ 609.769,70

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A Justiça determinou nesta quarta-feira (30) o bloqueio dos bens do ex-prefeito de Monte Carmelo, Saulo Faleiros Cardoso, no Alto Paranaíba. De acordo com o Ministério Público de Minas Gerais (MP), Cardoso é acusado por efetuar gastos com publicidade e propaganda institucional em valores superiores aos permitidos pelas leis orçamentárias municipais, no período que cumpria mandato em 2005 e 2008. Ainda de segundo o MG, o acusado  terá seus móveis e imóveis indisponíveis até o valor de R$ 609.769,70. O promotor de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Monte Carmelo, Marcus Vinícius Ribeiro Cunha, informou que caso condenado o ex-prefeito pode ter que ressarcir os cofres públicos no valor referente ao bloqueio. Para Cunha além de apresentarem fortes indícios de desvio de dinheiro público, representam afronta à Constituição Federal e Estadual. "Esse esquema burla a necessidade de abertura de créditos adicionais, com prévia autorização legislativa, frustrando os princípios que regem a administração pública, bem como impedindo o Poder Legislativo de apreciar a conveniência dos adicionais com publicidade institucional”, declara.  Com MPMG

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave