Faculdade de Ciências Médicas quer acabar com Centro Cultural em Santa Efigênia

Fundação considera que o imóvel ainda é público e quer diálogo com o governo; no local deve ser construído um memorial ao ex-presidente Jucelino Kubitscheck

iG Minas Gerais | MÁBILA SOARES |

A Fundação Eduacional Lucas Machado (FELUMA), mantenedora da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, entrou com um pedido de reintegração de posse para que o imóvel onde funciona o Espaço Comum Luiz Estrela, no bairro Santa Tereza, região Leste de Belo Horizonte, seja desocupado. O pedido de despejo deve ser expedido nas próximas horas pela 26ª Vara Civil da Comarca de Belo Horizonte. No local deve ser construído um memorial ao ex-presidente Jucelino Kubitscheck. A notícia pegou de surpresa artistas e ativistas sociais, que ocupam e trabalham na recuperação do casarão centenário, localizado na rua Manaus, abandonado desde 1994. O grupo, inclusive, havia protocolado nessa terça-feira (29) um pedido de reunião com o governador Antonio Anastasia. “Não encontramos documentos que comprovam que o imóvel já foi cedido à FELUMA. Em nosso entendimento, o casarão segue sob responsabilidade da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (FHEMIG). Por isso, queremos debater junto com o governo e a população de Belo Horizonte a destinação adequada desse prédio histórico”, relata Joviano Mayer, advogado do coletivo Margarida Alves, que presta consultoria jurídica ao Centro Cultural. Histórico do prédio Construído em 1913 para abrigar o antigo Hospital Militar da Força Pública Mineira, o prédio onde funciona o Espaço Comum Luiz Estrela estava abandonado desde 1994. Segundo os ocupantes, o local pertence à FHEMIG, que deveria cuidar da manutenção do local - tombado pelo Patrimônio Histórico municipal. Os advogados do Coletivo Margarida Alves descobriram que, em 2012, foi assinado um protocolo de intenções entre FHEMIG e FELUMA para a cessão do imóvel. Contudo, não foram encontrados documentos que oficializam o uso do espaço. No próximo sábado (2) está agendada uma manifestação em apoio ao espaço. A concentração acontece a partir das 14h no Centro Cultural. Às 17h, os apoiadores sairão em caminhada com fantasias e instrumentos musicais pelas ruas de Belo Horizonte até a sede da FHEMIG. Eles retornarão para acompanhar o encerramento das atividades do dia no Estrela.  

Leia tudo sobre: Santa Tereza