Comissão vai periciar e-mail

iG Minas Gerais |

A Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) vai formalizar um ofício com a denúncia feita pelo pai adotivo da criança. O documento será encaminhado hoje para o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), para o juiz Thiago França, da Vara de Infância e Juventude de Contagem, na região metropolitana, e para o desembargador responsável pelo caso, Belizário Lacerda. A expectativa da família é que, após a divulgação das denúncias, haja uma reviravolta na decisão judicial. “Nossa intenção agora é que a minha filha não volte mesmo para os pais biológicos. Resolvi mostrar essa denúncia só agora, pelo risco que percebi que minha filha corre. Não vamos descansar enquanto não ficarmos definitivamente com ela”, disse o pai adotivo, Válbio Messias da Silva. apuração. A comissão vai pedir ainda à Polícia Civil uma análise pericial do e-mail apresentado na audiência pública. O objetivo é comprovar a legitimidade da mensagem. A presidente da Associação Nacional dos Grupos de Apoio à Adoção (Angaad), Suzana Sofia Moeller Schettini, também defendeu intervenção policial para apurar as denúncias. “Para nós, é claro que essa criança tem vínculo com a família adotiva e deve ficar com eles. Agora, a polícia deve apurar as denúncias”, disse. (LS)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave