Petrobras explica metodologia de reajuste de combustível

Método é baseado em variáveis como o preço de referência desses derivados no mercado internacional, taxa de câmbio e ponderação "associada à origem do derivado vendido"

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A Petrobras esclareceu que a metodologia de precificação de diesel e gasolina é baseada em variáveis como o preço de referência desses derivados no mercado internacional, taxa de câmbio e ponderação "associada à origem do derivado vendido, se refinado no Brasil ou importado", explicou a estatal em comunicado. Na nota de esclarecimento em resposta à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) sobre as características da metodologia, a companhia reitera que foi aprovada pela diretoria, mas que o Conselho de Administração pediu estudos adicionais, os quais estão sendo elaborados. Além disso, explica que a metodologia contempla reajuste automático do preço do diesel e da gasolina "em periodicidade a ser definida antes de sua implantação", e prevê mecanismo que impede o repasse da volatilidade dos preços internacionais ao consumidor doméstico. O comunicado frisa que a fórmula de precificação do diesel e da gasolina visa dar "maior previsibilidade à geração de caixa e redução dos índices de alavancagem da Petrobras."  

Leia tudo sobre: petrobrasmetodologiareajustecombustível