Temporada da NBA começa nesta terça-feira com promessa de espetáculos

Liga norte-americana aprendeu a viver sem a dependência de seu mercado interno e hoje é tida como exemplo de organização esportiva em todo o mundo

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

NBA/ REPRODUÇÃO/ SITE OFICIAL
Ao longo dos anos, a NBA se especializou em criar lendas do esporte
Terça-feira, dia 29 de outubro de 2013. Poderia ser mais uma data normal, um dia para lembrar que novembro está batendo à porta, ou então para que possamos contar os dias para o feriado de Finados, que neste ano cairá em um ingrato sábado. No entanto, para os fãs da NBA espalhados por todo o Brasil, o dia 29 de outubro significa o início de mais uma temporada da maior liga de basquete profissional do mundo. Uma jornada que atravessará cinco meses de intensa disputa e que só acabará em junho de 2014. Foi-se o tempo em que o basquete ocupava as grades da televisão aberta brasileira, tempos onde ícones como Oscar, Hortência e Magic Paula encantavam a população com lances plásticos e uma dedicação sem igual.  Apesar das mudanças visíveis no comportamento da sociedade brasileira em relação ao esporte da bola laranja, a admiração e o conhecimento sobre a NBA é algo que jamais mudou, muito pelo contrário, aumentou. Das transmissões na televisão aberta na década de 1990 à periodicidade de exibições de partidas nos canais fechados, existe um expressivo acréscimo de fãs motivados principalmente pelo considerável aumento do poder aquisitivo da população. A televisão por assinatura tornou-se um meio acessível e capaz de criar nichos específicos de público. É desta maneira que a NBA continua estendendo seus tentáculos no Brasil. Sabedores do poder do mercado brasileiro, a liga estadunidense já conta com um escritório no país e neste ano chegou a realizar uma partida-exibição entre Chicago Bulls e Washington Wizards, no Rio de Janeiro. Mais do que isto, a alta cúpula da NBA tem ciência de que o basquete é um esporte global, estando entre as modalidades mais praticadas em todo o mundo.  Dentre todas as quatro ligas esportivas radicadas nos Estados Unidos, a NBA é a que possui a maior popularidade em todo o mundo. Atualmente, os jogos são exibidos em 215 países e narrados em 47 línguas. De acordo com estimativas, excluindo-se a Copa do Mundo de futebol, a única competição que possui números próximos aos da NBA mundialmente é a Liga dos Campeões da Europa, também transmitida em mais de 200 países, segundo relatório da UEFA. Nos Estados Unidos, a NBA chega até mesmo a ocupar a quarta posição em audiência, mas a liga aprendeu a sobreviver sem as rédeas do seu exigente mercado interno, tudo graças a um processo de internacionalização oriundo da participação do "Dream Team" nos Jogos Olímpicos de Barcelona, em 1992. Hoje, nomes como LeBron James, Kobe Bryant, Kevin Durant, Derrick Rose e tantos outros fazem parte do cotidiano dos fãs do esporte espalhados pelos quatro cantos, e são esses mesmos jogadores que, a partir desta terça-feira, voltarão a desfilar talento pelas quadras. Dos admiradores do espetáculo, dos voos e da plasticidade exposta em cada enterrada, toco, roubada de bola, assistência, nosso simples voto: bem-vinda de volta, NBA! 

Leia tudo sobre: nbabasquetecomeçadisputaexemploesportemundo