Com a opção de Diego Costa pela Espanha, Parreira diz que não o chama mais

Coordenador técnico da seleção brasileira quer que a vontade do jogador prevaleça; CBF ainda vai lutar para contar com o atleta

iG Minas Gerais | THIAGO NOGUEIRA |

O coordenador técnico da seleção brasileira, Carlos Alberto Parreira, está decepcionado com a decisão do atacante do Atlético de Madrid Diego Costa de defender a seleção espanhola, segundo informou a Real Federação Espanhola de Futebol (REEF) nesta terça-feira. “Fui totalmente favorável para que se lutasse pela vinda do jogador. A CBF não pode ser acusada de omissão. O convocamos e mais outros jogadores por questões logísticas. Mas a partir do momento em que ele prefere jogar pela seleção espanhola, eu não o traria mais. O processo de esgotou quando ele disse que não quer mais. Vai prevalecer a vontade do jogador”, afirmou Parreira em São Paulo, durante evento de apresentação do último catálogo de centro de treinamentos de seleções (CTSs) para a Copa do Mundo. Parreira se esquivou de responder se o jogador será desconvocado ou não será confirmado na próxima lista que será anunciada na próxima quinta-feira. Pouco antes de comentar o assunto, o presidente da CBF, José Maria Marin manifestou opinião diferente. Para o dirigente, a entidade ainda vai brigar para que Diego Costa use a camisa canarinho. “A CBF não dá o caso por encerrado. Coube ao jogador decidir, cabe à CBF defender o que ela julga ser de seu direito”, ressaltou Marin.