Torcida atende o chamado, mas América decepciona e perde outra no Horto

Coelho completou seis jogos seguidos sem vitória no Horto, são quatro empates e duas derrotas;; esta foi a 1ª vitória do Paysandu fora de casa na Série B

iG Minas Gerais | ANTÔNIO ANDERSON |

Diante de mais de 12 mil torcedores, recorde de público do clube em casa nesta Série B do Campeonato Brasileiro, o América foi derrotado pelo Paysandu por 1 a 0 , na noite desta terça-feira, em partida realizada na Arena Independência, e desperdiçou a chance de subir para o quinto lugar na tabela de classificação da competição e se aproximar do grupo dos quatro primeiros colocados da competição. Com o resultado, o Coelho completou seis jogos seguidos sem vitória no Horto, são quatro empates e duas derrotas, e complicou suas chances de buscar o acesso à elite nacional no ano que vem. O público pagante na partida de ontem (12.959 torcedores) entrou para a história do América em jogos pelo Campeonato Brasileiro no Independência. Em 1997, pela Série B, o alviverde levou 12.606 torcedores ao Horto no confronto contra o Vila Nova (GO). O time venceu os goianos por 1 a 0 e levantou a taça. Já em 2009, na final da Série C contra o ASA-AL, 10.822 torcedores pagaram ingresso para ver a vitória por 1 a 0 sobre os alagoanos, resultado que valeu ao alviverde o título. O jogo. O América começou a partida pressionando o Paysandu, mas o time estava muito afobado na hora de tocar a bola e pecava nas finalizações. Jogando nos contra-ataques, a equipe paraense abriu o placar aos 37 min. A arbitragem não marcou uma falta no atacante Alessandro e a bola sobrou para Diego Barboza, que cruzou para a área e o atacante Careca bateu sem chances para Matheus. Para piorar a situação, aos 46 min o Coelho ficou com um a menos depois que o atacante Willians foi expulso após dar uma cabeçada no lateral-direito Yago Pikachu. O América voltou para a etapa complementar com o meia-atacante Ygor no lugar do meia Elvis. O Coelho tinha mais posse de bola, mas continuava mal nas finalizações. Insatisfeita com a atuação da equipe, a torcida pediu a entrada do atacante Fábio Júnior e foi atendida pelo técnico Silas, que tirou Alessandro. Em busca do empate, o treinador americano ainda sacou o volante Andrei para a entra do atacante Marcão. Nos minutos finais, o alviverde pressionou em busca do gol da igualdade, teve três grandes chances, com Fábio Júnior, Magrão e Danilo, mas não conseguiu superar a marcação do Paysandu, que nos contra-ataques ainda criou algumas chances de ampliar.