Movido pela fé e por promessas

Torcedor prometeu fazer dez tatuagens de escudos do Galo e a taça do torneio sul-americano

iG Minas Gerais | Ana Paula Moreira fernando almeida |

UARLEN VALERIO / O TEMPO
Momento de agradecer. O atleticano Victor Melo foi ontem à igreja de são Judas Tadeu, no bairro da Graça, e se juntou a milhares de fiéis para agradecer ao santo de sua devoção pelo título da Libertadores
Um torcedor apaixonado faz loucuras pelo seu time. Tem uns que se apegam nas crenças e na fé nos momentos importantes e de decisão. Ontem foi dia de são Judas Tadeu, santo das causas impossíveis. A igreja, no bairro da Graça, estava lotada de gente agradecendo pelas causas que acabaram sendo atendidas. O garçom atleticano Victor Melo se apoiou na fé durante a campanha do Atlético na Libertadores. Após a marcação do pênalti contra o Tijuana-MEX, no Independência, pelas oitavas de final da competição, o torcedor fez uma promessa. “Com o Galo tudo é difícil. Fiquei desesperado e prometi que se o Atlético fosse campeão da Libertadores eu tatuaria dez escudos do time e a taça do torneio”, declarou. Victor conta que ainda não conseguiu cumprir a promessa. Ele está juntando dinheiro, já que gastou muito na compra do ingresso da final. Ele estuda a melhor forma de fazer as tatuagens. “Gastei quase R$ 3.500 na final da Libertadores, com ingresso e comemorações. Estou juntando dinheiro para fazer as tatuagens e analisando com o tatuador onde eu devo fazer”, explicou Victor, que já pensou em aumentar a promessa caso o Atlético também leve o título do Mundial de Clubes. “Estou pensando em alguma coisa ainda, mas com certeza vou fazer a tatuagem da taça do Mundial também”, declarou. O torcedor alvinegro está confiante na conquista do torneio da Fifa, ainda mais depois de já ter tido um pedido atendido. “Eu acredito em Deus. Mas, acima de tudo, vai na fé. Eu sempre acreditei que com a fé a gente consegue mudar as coisas”, ressaltou o garçom. Com a expectativa positiva, o atleticano já imagina como será a campanha do Galo no Mundial do Marrocos. Ele acredita que será uma final parecida com a de 2006, quando o Internacional foi campeão mundial com gol de Gabiru. “Acredito que vai ser um jogo tipo o do Inter, com 1 a 0. Torço para ser gol do Diego Tardelli ou do Pierre. Sou muito fã dos dois. Acho que eles merecem”, concluiu o fervoroso torcedor alvinegro.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave