Momento é marco para resgatar o respeito

iG Minas Gerais |

O momento atual das mulheres é de retomada da bruxa que carregam dentro de si. “É hora de assumirem que são capazes, sim, de intuir, de prever o futuro, de moldar o destino, de modificar os acontecimentos. Essa é a hora de resgatar a bruxa que perdemos ao longo do caminho, e colocá-la a serviço da humanidade. Redescobrir a feminilidade que o poder masculino tentou destruir”, propõe a escritora Isabel Vasconcellos. Ela se confessa uma feminista convicta, persistente, que nunca desiste do que quer e que vai atrás do seu desejo com unhas e dentes. “Ser feminista é não aceitar uma condição de discriminação, de inferioridade na sociedade, de lutar com as armas que tiver contra isso. As mulheres acham que já conquistaram tudo, mas não o mais importante, que é o respeito”. A afirmação da escritora é respaldada pelas estatísticas que dão conta de que um quarto das mulheres brasileiras apanha de algum homem todos os dias. “Eles batem porque acreditam que elas são sua propriedade. Conquistamos o direito de ter dupla jornada de trabalho, dentro e fora de casa, mas a sociedade não se aparelhou para atender as necessidades domésticas que não podem ser atribuição apenas da mulher que lava, passa, cozinha e ainda apanha do marido”, indigna-se Isabel. E finaliza: “continuamos sendo queimadas, até mesmo por nós mesmas. Continuamos matando a bruxa que existe dentro de nós, mas isso não pode perpetuar, porque a bruxa faz parte do inconsciente coletivo”. (AED)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave