Mallu Magalhães soa "encantadora", diz crítica do "The New York Times"

No texto em que avalia a performance de Mallu Magalhães, o crítico chamou atenção para o sotaque americano nas músicas de abertura e para o tom fino e brincalhão que se revela em cada uma das canções

iG Minas Gerais | Da redação |

Youtube/Reprodução
Mallu Magalhães criou a canção em apenas um dia
O primeiro álbum lançado pela cantora Mallu Magalhães no Estados Unidos parece ter agradado a crítica. Em resenha publicada no "The New York Times" nessa segunda-feira (28), o crítico Jon Pareles usou a palavra "encantadora" para definir a performance brasileira no disco "Highly Sensitive”. "Embora seja uma estrela no Brasil, ela soa como se estivesse cantando para si mesma ou para um amigo. Isso a torna encantadora.", escreveu Pareles. O álbum, lançado nos Estados Unidos no início deste mês, reúne músicas dos três discos gravados por ela no Brasil, de 2008 a 2011. No texto em que avalia a performance de Mallu Magalhães, o crítico chamou atenção para o sotaque americano nas músicas de abertura e para o tom fino e brincalhão que se revela em cada uma das canções. "Mesmo quando era adolescente, ela mostrou sensibilidade: cativante, manhosa e olhando para o norte", escreveu Pareles sobre a cantora, que lançou seu primeiro álbum aos 16 anos. O disco lançado nos EUA foi batizado com o nome de uma das faixas de "Pitanga", de 2011. A cantora está em Nova York, onde deve se apresentar para divulgar o novo álbum.