Polícia Civil garante que a única Delegacia de Bicas não será fechada

Imóvel alugado pela Polícia Civil terá que ser devolvido ao dono; contrato já venceu; serviço será oferecido em nova sede ainda este ano

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

A Polícia Civil garante que a Delegacia de Bicas, na Zona da Mata, a única da cidade, não irá fechar. Contudo, já é certo que ela mudará de endereço ainda este ano. A polêmica teria iniciado com o encerramento do contrato do imóvel alugado pela polícia, na cidade, em 12 de outubro deste ano, e do pedido de retorno do bem pelo proprietário. Como ainda nenhuma nova sede foi contratada, correu-se o medo no município de que o serviço deixasse de ser oferecido. Se isso viesse a acontecer, 24.446 pessoas serão prejudicadas, visto que além de Bicas, a delegacia atende as cidades de Guarará e Maripá de Minas, na mesma região, e Pequi, na região Central. Todos os servidores e todo o material da delegacia seria enviado para Juiz de Fora, onde funciona a delegacia regional. Segundo a assessoria da Polícia Civil, um novo imóvel teria sido cotado para o aluguel, mas o valor dele, de cerca de R$ 3.000, estaria acima do valor de mercado da cidade, levantado pela polícia, que seria entorno de R$ 600 a R$ 800. A solução encontrada foi a realização de um convênio entre a polícia e prefeitura, para custear o aluguel. As atividades da delegacia não chegaram a ser interrompidos, já que dono do imóvel está dando um prazo para que a situação se resolva. Por outro lado, a assessoria da prefeitura informou que na última terça-feira (22), o prefeito Geraldo Magela Lombo dos Santos (PTB), conhecido como Magela Lombo, reuniu-se com o secretário de Estado de Defesa Social (Seds), Rômulo Ferraz, e propôs que a prefeitura custeie o aluguel. Ainda de acordo com a prefeitura, o governo de Minas teria sinalizado que não teria interesse em manter uma delegacia na cidade. A Polícia Civil, contudo, nega que seja contrária a manutenção da delegacia na cidade e ainda afirma que o novo local já foi selecionado. Será um imóvel que já está adequado as normas da polícia, com aluguel de cerca de R$ 3.000. O dono do imóvel, porém, ainda não foi comunicado dessa decisão, porque falta a assinatura do convênio entre o Estado e a prefeitura. O despachante e empresário Carlos Antônio Telson Bordonal, de 44 anos, contou o receio dele e dos sócios em tomar um prejuízo de aproximadamente R$ 40 mil. “Nós estávamos construindo esse imóvel (que seria uma garragem de um prédio) e surgiu a oportunidade de alugar para a delegacia. Uma engenharia da Policia Civil fez o projeto e fizemos tudo de acordo, com o prazo de entrega até agosto. Mas neste meio tempo, o Estado não quis assumir o compromisso de pagar o aluguel de cerca de R$ 3.000 e passou para prefeitura. Gastamos cerca de R$40 mil para poder fazer de acordo, com divisórias, refeitório, sala para recebimento de presos. Queria resolver, mas se não resolver vou locar para outra pessoa”, explicou. Ainda não há uma data para a mudança do endereço da delegacia. A assessoria da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) informou que está sendo finalizando um convênio entre a Polícia Civil e Prefeitura Municipal para que todos os serviços prestados pela delegacia sejam mantidos na própria cidade.

Leia tudo sobre: Delegacia de Bicasfechadaimpasseimóvelserviçoprefeitura