Cruzeiro tenta efeito suspensivo para manter jogo contra Grêmio no Mineirão

Dentro de dois dias clube deverá ter resposta do STJD, que puniu a Raposa por briga de torcedores no clássico, no dia 13 de outubro

iG Minas Gerais | DÉBORA FERREIRA |

Com a venda antecipada de ingressos em andamento, o Cruzeiro deu mais um passo na tentativa de manter a partida diante do Grêmio, que poderá decidir o título do Brasileiro, no Mineirão. Nesta segunda-feira, o clube pediu o efeito suspensivo junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). A previsão é de que o pedido seja avaliado em cerca de 48 horas. Segundo o diretor jurídico da Raposa Fabiano Costa, o time está otimista com a decisão porque tem a lei a seu favor e garante que tudo foi feito para punir os culpados que se envolveram em brigas no clássico com o Atlético, no dia 13 de outubro, no Independência. “Agora, o Cruzeiro tem que aguardar. É nomeado um relator do processo, ele vai analisar o pedido  e a gente espera que em mais ou menos 48 horas haja uma resolução. O Cruzeiro está esperando uma resposta positiva porque é um princípio constitucional não poder cumprir pena antes de cessarem todos os recursos, então não teria sentido cumprir a suspensão sem o recurso cabível. Em termos técnicos, temos toda a comprovação de que o clube fez tudo o que podia, identificou os culpados pela briga, fez a notícia-crime contra os 'brigões' na delegacia, tem acompanhado os procedimentos em prol da responsabilidade desses culpados. A gente está muito tranquilo”, declarou. O julgamento final do processo contra a Raposa só deve acontecer às vésperas do jogo contra o Grêmio, e o efeito suspensivo é apenas uma parte do recurso apresentado pelos advogados celestes, que ainda tentam reverter a punição. “O efeito suspensivo é provisório, é apenas uma consequência de recorrer, uma parte do recurso”, explicou Fabiano. Caso o tribunal mantenha a penalidade, o Cruzeiro só deve cumprir a perda do mando na 35ª rodada, contra a Ponte Preta. O presidente Gilvan Tavares já sinalizou que Uberlândia e Varginha são as opções mais viáveis para a equipe, devido à estrutura dos estádios.